conecte-se conosco


Geral

Vídeo mostra momento em que caminhão atropela médico que atendia vítima de acidente na BR-163

O médico chegou a ser socorrido e encaminhado a um hospital, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos

Publicados

em

Por RAYNNA NICOLAS – Hipernotícias

Um vídeo mostra o momento em que um caminhão desenfreado atropela o médico Alexandre Kazumi Leite Togoe, de 37 anos, que realizava o atendimento a uma vítima de um acidente no mesmo local, na Serra de São Vicente. Nas imagens é possível ver que o caminhão tomba por cima do outro veículo de carga, envolvido no primeiro acidente. A tragédia aconteceu na madrugada deste sábado (16).

O médico Alexandre Kazumi Leite Togoe, que atuava como socorrista na concessionária Rota do Oeste, que administra a BR-163, chegou a ser socorrido e encaminhado para um hospital, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu. Tanto a concessionária, quanto autoridades do município de Cuiabá lamentaram a perda precoce do profissional.

Além dos serviços prestados à Rota do Oeste, Alexandre Kazumi Leite Togoe era médico do box de emergência da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Pascoal Ramos, na Capital, desde 2016, quando a unidade foi inaugurada.

“É sempre muito difícil receber essas notícias de mortes dos nossos servidores. Saber que este jovem médico teve sua vida ceifada quando estava em pleno exercício de sua profissão é ainda mais doloroso. Desejo que Deus dê muita força, calma e serenidade para toda da família e amigos neste momento de profunda dor”, declarou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Leia Também:  Servidores efetivos, comissionados e temporários podem aderir ao MT Saúde

VEJA VÍDEO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Geral

Com oferta limitada, média semanal de mandioca supera R$ 900 t

Publicados

em

Por

Fonte: CEPEA – 18/07/2022 – Mercado Nacional

Produtores de raiz de mandioca que dispõem de lavouras de segundo ciclo diminuíram ainda mais o ritmo das entregas, visando priorizar as atividades relacionadas ao novo plantio, como a separação de manivas e o preparo de solo.

Além disso, o clima mais seco também dificultou o avanço da colheita, contexto que reduziu a oferta da matéria-prima.

A demanda pela raiz, por sua vez, seguiu firme por parte da indústria de fécula, seja para atender ao interesse pelos derivados ou mesmo para formar estoque para os próximos meses.

Com demanda prevalecendo sobre a oferta, os preços continuaram em alta em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea.

A média semanal a prazo da mandioca posta fecularia foi de R$ 903,48/tonelada entre 11 e 15 de julho, 2% acima da semana anterior. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cabo da PM narra trajetória para conquistar medalha em competição mundial de Jiu-Jitsu
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: