conecte-se conosco


CIDADES

Turista confunde sucuri com tronco de árvore e fica há 20 cm da cobra em rio de Nobres

Apesar do susto, ele manteve a calma e avisou os outros banhistas sobre a presença do animal, para que ninguém se assustasse e deixasse a cobra seguir rio abaixo.

Publicados

em

G1-MT

O guia de turismo Victor Vinicius, de 31 anos, levou um susto ao ficar frente a frente com uma sucuri-verde de 3 metros em um rio, em Nobres, a 122 km de Cuiabá.

Ele não achou que fosse um animal, e sim um tronco de árvore no fundo da água, por isso continuou nadando.

O caso aconteceu no início de junho, mas foi compartilhado nas redes sociais nesta semana.

“Achei que era um tronco. Quando olhei de novo, ela já estava a uns 20 centímetros de mim. Então, isso me de um susto bem grande, porque ela estava tão perto, mas mantive a calma”, contou.

O guia relata que se afastou da serpente inicialmente e depois avisou as outras dez pessoas que estavam no balneário.

“Fiz isso para as pessoas não se assustarem, pois ela estava de passagem. Alguns saíram da água, outros só se afastaram também e ficaram observando”, afirmou.

De acordo com Victor, o ambiente onde estavam era limpo e cheio de cardumes de peixes, o que pode ter atraído o animal para uma refeição. Porém, segundo as imagens, ela apenas passeia pelo leito do rio e vai embora.

Leia Também:  Após tentativa de fuga, apreendemos arma e munições em Diamantino

“Não é comum acontecer, mas acontece como em todos os atrativos naturais. Por ser um ambiente preservado ali há alimento, como peixes, roedores, pequenos mamíferos. Então, respeitando o espaço, ela vai só buscar o rumo dela. Tanto que só desceu pelo rio e foi embora”, disse.

Ele alertou que, ao se depararem com uma situação semelhante, os banhistas devem ficar atentos aos sinais do animal e manter a calma, estando a uma distância segura.

“Ela não estava em posição de ataque. Quando fica assim, ela se enrola, e não foi o caso. Ela só estava de passagem”, disse.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Adolescente de 16 anos é morto a tiros no bairro Arara Azul em Nova Mutum

Após efetuar diversos disparos o suspeito saiu do veículo e saiu correndo a pé tomando rumo ignorado.

Publicados

em

Por

Redação de Djeferson Kronbauer – Powermix

Um adolescente identificado como Victor Hugo da Silva Almeida, 16 anos, foi morto a tiros enquanto estava dentro de um veículo de aplicativo, o crime ocorreu na noite desta quinta-feira (18), por volta das 23h20, no cruzamento da Rua das Gameleiras com a Rua dos Mamoeiros, bairro Arara Azul, em Nova Mutum/MT.

Segundo informações a vítima estava em um veículo Hyundai HB20, de cor branca, com um “colega”, e ambos seguiam para o terminal rodoviário, quando no trajeto o suspeito disse que estava sem o documento e pediu para a motorista do Uber retornar até sua casa buscar o documento.

No momento em que se aproximava da residência os dois rapazes entraram em luta corporal no banco de trás do veículo, um disparo de arma de fogo foi efetuado no interior do carro e atingiu o teto, diante da situação a motorista parou o carro e se afastou do veículo, Victor tentou se defender, porém acabou baleado. Após efetuar diversos disparos o suspeito saiu do veículo e saiu correndo a pé tomando rumo ignorado.

Leia Também:  CRIME AMBIENTAL: Bueiro joga rejeitos em rio de Jangada

A motorista do Uber que não quis se identificar relatou detalhes de como tudo aconteceu;

O Corpo de Bombeiros foi acionado, porém a chegar no local constatou que a vítima não apresentava sinais vitais, envolta do veículo e próximo dele, foi encontrado várias munições de revolver calibre .38, algumas intactas e outras deflagradas.

A Polícia Militar e a Polícia Civil estiveram no local colhendo informações, a Perícia Oficial e Identificação Técnica POLITEC de Sorriso também esteve no local analisando a cena do crime, o Perito Criminal Gledson Emiliano traz detalhes do que foi possível apurar preliminarmente no local.

Na bolsa da vítima, que se encontrava ao lado do veículo, foi encontrado um simulacro de arma de fogo, algumas peças de roupa e objetos pessoais.

A mãe do adolescente acompanhou os trabalhos da polícia e perícia no local, muito abalada, falou com a imprensa;

O corpo de Victor Hugo da Silva Almeida, 16 anos, foi encaminhado para uma funerária local, onde passará por exame de necropsia e posteriormente será liberado para os procedimentos fúnebres.

Leia Também:  Rondonópolis registra terceiro caso suspeito de varíola dos macacos

 Victor Hugo da Silva Almeida, 16 anos

A Polícia Civil passa a investigar o caso.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: