conecte-se conosco


MATO GROSSO

TCE-MT encerra agenda ambiental de 2021 com garantia de comunhão de esforços em prol da preservação do Pantanal

Publicados

em


Tony Ribeiro/TCE-MT

A conjunção de esforços em prol da preservação do Pantanal Mato-grossense. Com esse objetivo o Comitê Interno de Gestão Ambiental (CIGA) do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) realizou evento na região do Pixaim, em Poconé, encerrando as ações de vistoria in loco com foco no enfrentamento às queimadas de 2021. 

Após dois dias verificando as mais de 100 pontes que cortam a Rodovia Transpantaneira ((MT-060), a equipe do TCE-MT reuniu representantes do Governo do Estado, Corpo de Bombeiros Militar (CBMMT), Assembleia Legislativa (ALMT), prefeituras, câmaras municipais, sindicatos, associações e da sociedade civil no encontro em que foi celebrado o compromisso de participação efetiva de todos os atores envolvidos no bioma do Pantanal no planejamento do Poder Executivo para 2022.

Conforme o presidente do TCE-MT, conselheiro Guilherme Antonio Maluf, as ações não podem ser unilaterais e é preciso, principalmente, ouvir a base. “Precisamos ouvir a sociedade, precisamos dessa articulação, desse relacionamento, é assim que nascem iniciativas de grande valia e quem ganha é a população, quem ganha somos todos nós, com a preservação do Meio Ambiente”.  

O presidente ressaltou ainda que o tribunal entendeu a necessidade de trabalhar a área ambiental e o CIGA foi uma iniciativa pioneira, que inseriu o órgão em ação constante pela preservação do Meio Ambiente. “Nós entendemos que o tribunal não pode ser apenas um julgador de contas dos municípios, ele precisa atuar na área ambiental e isso vai repercutir em todo estado”. 

O titular da Secretaria Geral de Controle Externo (Segecex) e coordenador do CIGA, Roberto Carlos de Figueiredo, destacou que, a partir do trabalho em campo realizado pelo comitê, foi constatado que não houve o diálogo necessário com a população local, fundamental para o sucesso das ações de enfrentamento e combate às queimadas. “Esse encontro vem dizer ao estado que todos precisam trabalhar juntos ou não vai haver a efetividade que a sociedade espera dentro da preservação do Pantanal”.

Leia Também:  Aluna da Escola Estadual Militar Tiradentes é aprovada para Medicina em MT

Na ocasião, também foram encaminhadas contribuições às propostas apresentadas no Projeto de Lei nº 5482/2020, de autoria do Senador Wellington Fagundes, denominado “Estatuto do Pantanal”.

Além disso, o secretário-geral pontuou que a verificação da atual situação de cada uma das pontes existentes no percurso que liga o município de Poconé a Porto Jofre, resultará na elaboração de um livro memorial, ainda na primeira quinzena de dezembro. 

Presente no evento, o presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Carlos Avalone, parabenizou o TCE-MT pelo olhar voltado ao Meio Ambiente e ao desenvolvimento sustentável. “Muito importante termos um tribunal que não apenas julga as contas, mas acompanha e apoia as iniciativas para o desenvolvimento do estado”. 

Ainda segundo o parlamentar, o envolvimento de todas as entidades e instituições foi justamente o que fez a diferente de 2020, quando houve o maior incêndio do Pantanal, para 2021. “Conseguimos nos organizar, as instituições entraram decisivamente, quero parabenizar o TCE pelas ações que hoje foram relatadas aqui, e à população, principalmente ao pantaneiro. A diferença de um ano para o outro foi que se ouviu mais o pantaneiro, que participou mais das decisões, esteve junto, e isso foi um avanço incrível”. 

A secretária de Meio Ambiente do Estado, Mauren Lazzaretti, também asseverou a importância do engajamento de todos os atores para transformação do cenário. “Meio Ambiente não é só Poder Público, privado, órgão de controle, só Legislativo, Executivo ou Judiciário, Meio Ambiente somos todos nós. Por isso, encontros como esses, promovidos pelo TCE, são importantes, pois mostram a participação de cada uma das entidades, mostra a união de esforços, que pode promover um resultado muito diferente daqueles que vivenciamos em 2020 e que já foi diferente em 2021”. 

Leia Também:  Sexta-feira (28): Mato Grosso registra 621.673 casos e 14.261 óbitos por Covid-19

Opinião ratificada pelo prefeito de Poconé, Tatá Amaral. “Quando se vem para dentro do Pantanal, trazer ações que o tribunal vem trazendo, já é um avanço e temos que avançar ainda mais. A presença do homem pantaneiro já melhorou de 2020 para 2021 e hoje vemos essa soma de esforços e sabemos que daí podemos esperar melhorias”.

O deputado estadual Wilson Santos, que também prestigiou o evento, também fez questão de parabenizar o envolvimento do Tribunal de Contas na agenda ambiental. “Quero parabenizar o TCE, que já é reconhecidamente o mais produtivo e eficiente do Brasil, e agora, uma surpresa muito agradável, o tribunal se interessando pelo assunto Pantanal, é mais um reforço na luta para implantar um grande programa de desenvolvimento sustentável no Pantanal”. 

Na oportunidade, o pecuarista Luiz Alberto Gomes da Silva também apresentou sua tese de doutorado intitulada de “Pecuária extensiva como sustentabilidade ao ecossistema Pantanal”, segundo a qual, dentre outros pontos, a partir do momento que há o pastoreio não há risco de sobra de capim e, portanto, o risco de queimada é quase zero. “Esse evento é fundamental. Já teve vários movimentos técnicos na Assembleia Legislativa e no Tribunal de Justiça e, agora, fecha toda parte institucional com a participação do TCE”.

Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Sexta-feira (28): Mato Grosso registra 621.673 casos e 14.261 óbitos por Covid-19

Publicados

em

Por


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sexta-feira (28.01), 621.673 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 14.261 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 5.016 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 621.673 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 31.040 estão em isolamento domiciliar e 575.290 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 202 internações em UTIs públicas e 209 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 78,91% para UTIs adulto e em 44% para enfermaria adulta.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (117.763), Várzea Grande (46.169), Rondonópolis (40.049), Sinop (28.828), Tangará da Serra (20.143), Sorriso (18.960), Lucas do Rio Verde (18.880), Primavera do Leste (17.368), Cáceres (14.248) e Alta Floresta (12.254).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Sexta-feira (28): Mato Grosso registra 620.936 casos e 14.258 óbitos por Covid-19

Sistemas instáveis

Devido à instabilidade dos sistemas do Ministério da Saúde ocorrida nas últimas semanas, não foi possível atualizar os dados do Ranking da Vacinação em Mato Grosso e o número de casos e óbitos da Covid-19 no País. Os dados serão atualizados e divulgados assim que for restabelecido o acesso da SES aos sistemas do Governo Federal.

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

Leia Também:  Seduc publica edital para inscrição de alfabetizadores do Programa Mais MT Muxirum

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Boletim atualizado às 17h51

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: