conecte-se conosco


Silvio Fávero articula junto à bancada federal para facilitar pagamento de pedágio na BR-163

Publicados

em


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Autor da Lei  Nº 11.161/20, que facilitou as formas de pagamento de pedágio nas rodovias estaduais, o deputado estadual Silvio Fávero (PSL) articula junto à bancada federal para que o benefício seja estendido às rodovias federais que cortam Mato Grosso.  

“Fiz uma indicação para que a bancada federal do estado de Mato Grosso solicite celeridade, junto ao presidente da Câmara dos Deputados, na edição de normativas federais que também facilitem o pagamento com cartões de crédito e débito, a exemplo das novas normativas aplicadas em Mato Grosso com a Lei estadual 11.161/20”, destacou o parlamentar.

No mesmo documento, Silvio Fávero manifesta a preocupação com a retomada das obras de duplicação BR-163, no trecho entre Cuiabá e o município de Sinop.

“Precisamos que elas sejam retomadas o quanto antes, a fim de garantir mais segurança a todos que trafegam por essa importante rodovia federal que, inclusive, já recebeu atenção do governo Bolsonaro com a mais que aguardada pavimentação do seu trecho no Pará. Porém, ainda temos no lado de Mato Grosso uma concessionária que tem por obrigação dar mais condições para que os guerreiros produtores escoem a produção agrícola local, considerada a maior riqueza do Brasil”, finalizou Fávero.

Em nota, a Rota do Oeste, que é a empresa da Odebrecht Rodovias, responsável pela concessão da BR-163 entre os municípios Itiquira (MT) e Sinop (MT), não estipulou prazo para a retomada das obras, mas informou que discute com o Governo Federal um “Plano de Cura do atual contrato atrelado, que tem o objetivo de definir um cronograma das obras ainda não realizadas do contrato de concessão e retomá-las o mais rápido possível”, destacou a empresa.

Sobre a solicitação de adesão à Lei Estadual que busca facilitar o pagamento nas praças de pedágio, a Rota Do Oeste argumenta que “acompanha as novas tecnologias, buscando oferecer serviços que garantam qualidade e comunidade aos usuários”.

O parlamentar pondera que, contudo, até o momento, a concessionária ainda não disponibilizou aos cidadãos que trafegam pela BR-163 a comodidade de pagamento com cartões de crédito ou débito, entre outras facilidades.  

“É notório os bons frutos que a exploração da infraestrutura pela iniciativa privada, regulada pelo poder público, é capaz de trazer. Porém, é preciso avançar sempre em benefício da sociedade, tanto nos avanços das obras que garantam mais segurança no tráfego, como na disponibilização de alternativas tecnológicas que facilitem a vida dos cidadãos, como buscamos com a Lei Nº 11.161/20 sancionada recentemente”, justificou Silvio Fávero.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

PRF aprende dois mil kg de agrotóxicos ilegais

Publicados

em

Por

Na manhã de ontem (29), uma equipe da Polícia Rodoviária Federal realizava fiscalização na BR 364, município de Santo Antônio do Leverger, quando abordou um caminhão que circulava pela região.

O veículo estava carregado com várias caixas que apresentavam na embalagem rótulos descritos como fertilizantes. Porém, após uma análise mais aprofundada verificou-se que o produto no interior dos sacos apresentava características divergentes dos fertilizantes, os quais tem outra consistência, indicando que o produto transportado se tratava na verdade de Benzoato, um agrotóxico, que na maioria das vezes tem como origem o Paraguai.

Além disso, as embalagens transportadas não possuíam as especificações técnicas exigidas na legislação vigente, bem como o número de registro do produto junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e o número de registro do Ministério da Agricultura e Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Indagado sobre a situação, o condutor do veículo afirmou desconhecer sobre a ilicitude dos produtos e que apenas é contratado como motorista para entregar na região do Mato Grosso.

Os produtos estavam em 200 caixas, ao total foram apreendidos dois mil kg de agrotóxicos.

Diante dos fatos, o homem foi detido, a princípio, pelos crimes de transporte de produto ou substância agrotóxica e contrabando, sendo encaminhado junto aos produtos à Delegacia da Polícia Federal de Cuiabá para as providências que o caso requer.

Fonte: PRF MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: