conecte-se conosco


MATO GROSSO

Quarta-feira (21): Mato Grosso registra 478.440 casos e 12.555 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (21.07), 478.440 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 12.555 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.629 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 478.440 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 10.853 estão em isolamento domiciliar e 453.515 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 371 internações em UTIs públicas e 286 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 66,01% para UTIs adulto e em 33% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (97.734), Rondonópolis (33.863), Várzea Grande (32.086), Sinop (23.121), Sorriso (16.730), Tangará da Serra (16.378), Lucas do Rio Verde (14.355), Primavera do Leste (12.425), Cáceres (10.433) e Barra do Garças (9.390).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  PM encontra garimpo ilegal e encaminha sete homens à Delegacia em Novo Mundo

O documento ainda aponta que um total de 371.701 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 609 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na terça-feira (20.07), o Governo Federal confirmou o total de 19.419.437 casos da Covid-19 no Brasil e 544.180 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 19.391.845 casos da Covid-19 no Brasil e 542.756 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta quarta-feira (21.07).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Três edições da Lei Seca no final de semana resultam na prisão de 33 pessoas

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Quatro das 141 prefeituras de Mato Grosso contratam mão de obra de recuperandos

Publicados

em

Por


Nove prefeituras de Mato Grosso têm parceria com a Fundação Nova Chance (Funac) na contratação da mão de obra de recuperandos. Quatro delas – Cuiabá, Lucas do Rio Verde, Alta Floresta e Nobres – estão com presos trabalhando atualmente, as demais estão em processo de renovação do convênio.

Juntas, as quatro prefeituras empregam a mão de obra de 169 pessoas. Eles são remunerados com um salário e o benefício é revertido em parte para família, uma parte para ele poder comprar algo na cantina da unidade penal e a terceira parte ele acessa quando sair o alvará de soltura.

Atualmente 570 recuperandos estão trabalhando em Mato Grosso. As prefeituras, empresas e outros órgãos públicos realizam contratações sem necessidade de licitação, sem encargos trabalhistas e beneficia pessoas em situação de vulnerabilidade.

“A contratação da mão de obra de recuperandos reflete diretamente na segurança pública, pois reduz a reincidência além contribuir com a renda familiar. São vagas de trabalho remunerado, que também impactam na economia”, destacou o presidente da Funac, Emanoel Flores.

Leia Também:  3ª edição do Café no Escritório será realizada nesta terça-feira (27)

Os órgãos públicos estaduais são os maiores empregadores de mão de obra de presos, com 232 presos contratados. Além disso, há mão de obras de presos contratados pela Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Mato Grosso (OAB/MT), Defensoria Pública e 14 empresas entre cooperativas e empresas privadas.

Também está em tramitação na Funac a parceria com a empresa VG Reciclagens para 18 vagas de recuperandos do regime fechado e Termos de Cooperação com a MTI e ampliação da mão de obra utilizada pela Sesp. Novo contrato será para serviços de jardinagem para as forças de segurança.

Sobre a Funac

A Fundação Nova Chance – Funac é a instituição vinculada à Secretaria de Estado de Segurança Pública que tem a missão contribuir para a reinserção social de homens e mulheres privados de liberdade e egressos, ressocializando-os por meio de educação, profissionalização, trabalho, geração de renda e assistência à família, com servidores qualificados e parceiros corresponsáveis.

Com forte atuação no encaminhamento para o trabalho, a Funac tem firmado parcerias com instituições públicas e privadas. A seleção das pessoas do regime semiaberto é feita pela Fundação, apoio na regularização documental e bancária, além de orientação e fiscalização.

Leia Também:  Três edições da Lei Seca no final de semana resultam na prisão de 33 pessoas
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA MT

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA