conecte-se conosco


POLÍTICA

Projeto que incentiva a pratica de futebol feminino é aprovado na ALMT

Publicados

em


Foto: Marcos Lopes

Mesmo que o futebol feminino brasileiro e suas jogadoras sejam destaque internacional, o esporte ainda é pouco reconhecido no país. Entre os principais problemas está a falta de divulgação e o baixo investimento. Prova disso é que em Mato Grosso, de acordo com a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), estão em atividade participando do Campeonato Mato-grossense de Futebol Feminino, edição 2021, quatro times femininos: Ação, Cáceres, Cuiabá e Mixto.

A boa notícia é que essa realidade pode mudar nos próximos anos. Na última sessão plenária desta quarta-feira (13) na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o Projeto de Lei n° 665/19 que estabelece a criação do Programa de Incentivo à Prática de Futebol Feminino no Estado, de autoria do deputado estadual Paulo Araújo (Progressistas), foi aprovado em segunda votação.

O projeto, que agora segue para sanção do governador Mauro Mendes (DEM), prevê a promoção de torneios, campeonatos e eventos, bem como na destinação de espaços voltados a pratica de futebol feminino. O programa deverá ser desenvolvido na rede estadual de ensino. De acordo com o paragrafo único da propositura entende-se por futebol as diversas formas de pratica desse esporte tais como: futebol de campo, futsal, society e futebol de areia.

Leia Também:  AL Social apoia show gratuito de Nico e Lau no Pedra 90

Paulo Araújo explica que o objetivo é garantir tratamento igualitário entre homens e mulheres. “É preciso investimento no esporte feminino. Do mesmo jeito que tem para os homens, deve ter para as mulheres”, defendeu.

O parlamentar afirma ainda que as mulheres têm de enfrentar cruel preconceito acerca de sua feminilidade, além da absoluta falta de incentivo. “É necessário criar politicas publicas para garantir o espaço das mulheres no futebol e ajudar o esporte a crescer no Estado de Mato Grosso. Aguardamos agora a sanção do governo do Estado, caso seja sancionado, vamos fazer de tudo para que essa lei funcione na prática”, concluiu.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

Fávaro sobre a Rota do Oeste: “Não fez obra, tenha honra de devolver o contrato”

Senador informou que ANTT rejeitou proposta de troca de controle acionário da Rota do Oeste e, agora, caducidade do contrato é única saída

Publicados

em

Por

Por CAMILLA ZENI – RepórterMT

O senador Carlos Fávaro (PSD) defendeu que a concessionária Rota do Oeste, responsável pela BR-163 em Mato Grosso, facilite o processo de caducidade a ser aberto pelo governo federal, e devolva de forma amigável o contrato de concessão firmado em 2013.

“Ela tem que criar consciência de que ela não fez a obra e cobrou pedágio. Então, que, no mínino, ela tenha a honra de devolver o contrato sem briga judicial, para que possamos licitar o mais rápido possível e daí sim ter um controlador novo, com obra e fazer acontecer”, defendeu o senador nessa segunda-feira (18), após reunião no Palácio Paiaguás.

A possibilidade de caducidade do contrato, segundo Fávaro, foi adiantada pelo diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que informou que a agência não aprovou a única proposta recebida para troca do controle acionário da Rota do Oeste. A medida é condicionante para o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) proposto pelo ministro Tarcísio de Freitas, no mês de julho, para solucionar o impasse com a empresa.

Leia Também:  Especialistas destacam que passaporte sanitário vai contra liberdades individuais

“Temos que endurecer o jogo para que esse processo de caducidade seja o mais rápido possível. Certamente ele será judicializado e temos que evitar isso, buscar a entrega amigável por parte da empresa, já que ela criou um dano aos mato-grossenses”, comentou Fávaro.

De acordo com Fávaro, o processo de caducidade do contrato pode levar até dois anos para ser concluído, em um ritmo “normal”. Contudo, ele defende que seja possível acelerar o processo e promover a mudança de forma eficiente no prazo de um ano.

“Acho que passa a ser nosso papel como interlocutor, para minimizar esse impacto da caducidade, fazer com que a empresa entregue amigavelmente o contrato, e evitar que o processo possa se alongar mais tempo, cobrando pedágio do cidadão e não fazendo obra, o que é inadmissível. O mato-grossense não tolera mais dois anos pagando pedágio sem ter obra”, finalizou.

Há meses os políticos mato-grossenses se revezam na cobrança sobre o contrato de concessão da rodovia, em razão da falta de compromisso da Rota do Oeste. Isso porque a previsão era de que, a essa altura, os 850 quilômetros de estrada sob sua concessão já estivessem com vias duplicadas. Entretanto, apenas 120 km na região sul foram terminados.

Leia Também:  AL Social apoia show gratuito de Nico e Lau no Pedra 90

Considerando a importância da escoação da produção mato-grossense pela BR-163, bem como os diversos acidentes registrados quase diariamente na rodovia, a classe política tem cobrado a rescisão do contrato ou o andamento das obras. Na Assembleia Legislativa, uma proposta de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) contra a empresa tem ganhado forma.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

CIDADES16 horas atrás

NOBRES: Zilmai agradece prefeito de Rosário Oeste e pede seriedade dos membros da CPI

Assessoria A vereadora Zilmai no uso da sua fala na tribuna da 16º Sessão Ordinária da última quinta-feira (15), parabenizou...

CIDADES16 horas atrás

Radialista Edemar Bueno Esclarece sobre matéria vinculada no site página 1

Venho por meio desta, agradecer o direito de resposta a este conceituado veículo de comunicação, atuando com ampla imparcialidade. No...

CIDADES20 horas atrás

MP requer interdição de ginásio poliesportivo em Alto Paraguai

A “Copa Centro América” não poderia ocorrer, visto que o ambiente não tinha as condições estruturais efetivas para a proteção...

CIDADES20 horas atrás

PRF apreende 360 kg de pasta base de cocaína na cidade de Nobres-MT

  Na noite de ontem (22), uma equipe da PRF apreendeu 360 kg de pasta base de cocaína na cidade...

CIDADES20 horas atrás

Curso de Viveirista em Fruticultura foi realizado no Distrito Bauxi em Rosário Oeste

O objetivo geral do treinamento foi ensinar os participantes a produzir mudas frutíferas oportunizando o incremento da renda familiar.

CIDADES2 dias atrás

Pauta da sessão ordinária da Câmara de Rosário Oeste em 26/10/2021

PAUTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 26 DE OUTUBRO DE 2021. EXPEDIENTE PROJETO DE LEI Nº. 040/2021 – AUTORIA: VERª...

CIDADES2 dias atrás

Rosário Oeste recebeu R$ 784.851,66 em impostos da Rota do Oeste no primeiro semestre de 2021

Pedágio e serviços resultam no repasse de R$ 13 milhões a prefeituras

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: