conecte-se conosco


CIDADES

Presidente do TJ manda prefeito de Barra do Bugres cumprir decreto e fechar tudo às 19h00

Publicados

em

Por determinação do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), a Prefeitura de Barra do Bugres (168 km de Cuiabá) terá que cumprir integralmente o decreto estadual nº 836 publicado na semana passada pelo governador Mauro Mendes (DEM) limitando o horário de funcionamento do comércio até as 19h e impondo toque de recolher a partir das 21 horas. A decisão é da desembargadora Maria Helena Gargaglione Póvoas, presidente do TJMT, que tornou sem efeito o decreto municipal nº 18 publicado na última quinta-feira (3) pelo prefeito Divinoa Henrique (PDT) flexibilizando as medidas restritivas determinadas pelo Governo do Estado.

Conforme o governador Mauro Mendes, as medidas contidas no decreto estadual publicado no dia 1º deste mês visam conter o avanço da Covid-19 para reduzir a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) no Estado. Atualmente, não há mais leitos disponíveis e até a tarde deste domingo (7), a Secretaria Estadual de Saúde (SES) contabilizava 59 pessoas aguardando um leito de UTI em Mato Grosso.

Ao tomar conhecimento que o prefeito de Barra do Bugres editou decreto municipal , flexibilizando as medidas restritivas de combate à Covid-19, em desrespeito à decisão já proferida pelo desembargador Orlando de Almeida Perri numa Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra a prefeitura de Cuiabá, a Procuradoria-Geral de Justiça votou acionar o Tribunal de Justiça. Afirmou que o decreto editado pelo prefeito de Barra do Brugres em total desrespeito à decisão de Perri ao prever nos artigos 2º e 5º autorização para funcionamento de todas as atividades e serviços até 22 horas e início do toque de recolher a partir das 23h.

Leia Também:  Vereadores de Rosário Oeste em busca de recursos são recebidos pelo Deputado Estadual Thiago Silva.

A presidente do TJ acolheu os argumentos do Ministério Público afirmando ser notório que não apenas o País, mas todo mundo, enfrenta uma pandemia causada pelo novo coronavírus, responsável pelo óbito de milhares de pessoas, o que levou a uma série de medidas de restrição à circulação de pessoas e funcionamento das atividades econômicas, como forma de aumentar a taxa de isolamento e evitar a saturação do sistema de saúde.

Maria Helena Póvoas citou que conforme o noticiário, o Brasil vem apresentando média de mortes por Covid-19 acima de mil por mais de 40 dias seguidos, o período mais longo de toda a pandemia, demonstrando que o País vive seu pior momento desde março de 2020, com os sistemas de saúde à beira de colapso. Mencionou ainda o boletim epidemiológico, nº 362, de 5 de março de 2021 divulgado pela SES-MT informando informa o percentual de 96,43% de ocupação dos leitos de do Sistema Único de Saúde, comprovando a situação grave da saúde no Estado.

Ela observou que através da decisão do desembargador Orlando Perri, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso entendeu que, no enfrentamento de uma pandemia, não podem ser considerados isoladamente os interesses particulares deste ou daquele Município, uma vez que o objetivo da imposição de medidas restritivas transcende os interesses locais, de forma que compete à Municipalidade, se o caso, endurecer as medidas impostas pelo Governo Estadual, mas jamais afrouxá-las.

Leia Também:  Ação da secretaria de saúde de Acorizal instala barreiras sanitárias no município.

“Nesse contexto, considerando a presença do fumus boni iuris diante do afrouxamento das medidas impostas pelo Governo Estadual – combatida por este Sodalício –, bem como do periculum in mora diante do esgotamento dos leitos de UTI à luz do aumento do número de casos de infecção pelo Covid-19, o deferimento da liminar é medida que se impõe. Ante o exposto, defiro a liminar pleiteada para determinar a imediata suspensão dos efeitos dos arts. 2º, I, §§ 2º e 3º e 5º, caput, do Decreto Municipal n. 18, de 03 de março de 2021, de Barra do Bugres-MT, sob pena de caracterização de crime de desobediência e ato de improbidade administrativa do gestor municipal”, escreveu a magistrada no despacho do último sábado (6).

Por Folhamax

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Homem esfaqueado em Rosário Oeste vai ser enterrado em Nova Mutum

Publicados

em

Por

redação de Djeferson Kronbauer – Powermix

É com pesar que comunicamos o falecimento de Wellison Matheus da Silva Jesus, 19 anos. O velório terá início às 22h00 deste domingo (03), no Memorial Capela 2 Irmãos, na avenida das Águias, 1761n, bairro Jardim das Orquídeas, em Nova Mutum-MT. (em frente ao cemitério municipal), na sala Girassol.

O sepultamento está previsto para ocorrer na manhã desta segunda-feira (04), às 09h00 no Cemitério Municipal Esperança e Vida, podendo haver alteração.

Wellison foi esfaqueado em uma Fazenda em Rosário Oeste, na noite de sábado (02), não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Seduc apresenta aos Diretores Regionais plano de ação para os próximos 10 anos da Educação em MT
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: