conecte-se conosco


CIDADES

Prefeitura e Estado pagarão R$ 200 mil pelo Natal em Diamantino

Projeto de Natal foi apresentado pela prefeitura de Diamantino

Publicados

em

Fonte: O Livre.com

“Natal de Luz e Esperança” realizado em Diamantino (208 km de Cuiabá) custará R$ 211.652,00 aos cofres públicos. O recurso é uma combinação de valores empenhados pelo Estado e pela Prefeitura do Município.

O projeto apresentado pelo município é a construção de um espaço cenográfico na praça Benedito Bruno Ferreira Mendes. Estão previstas também apresentações musicais e materiais gráficos para as crianças colorirem.

A prefeitura arcará com R$ 40 mil do projeto. Já a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) contribuirá com R$ 171.652,00, por meio do edital MT-Afluentes. O programa destinou, no total, R$ 12 milhões para projetos natalinos.

Já em Marcelândia (710 km de Cuiabá), o evento “Natal de todos” custará R$ 200 mil. Foi realizado um pregão presencial para escolher a empresa responsável pelos serviços de decoração, montagem, desmontagem e manutenção da decoração natalina. A vencedora foi a empresa DC Entretenimento LTDA.

O extrato do convênio e o resultado do pregão foram publicados no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (30).

Leia Também:  03 jovens se envolvem em um grave acidente na MT 246, próximo ao município de Denise

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Rosário Oeste pode desaparecer caso sejam construídas hidrelétricas acima das barragens, explica defensor.

Distrito de Nossa Senhora da Guia, Acorizal e Rosário Oeste podem desaparecer caso hidrelétricas sejam construídas acima das barragens, explica defensor ambiental.

Publicados

em

Por

Fonte: PNB On Line

Grupo quer alertar população para riscos da construção de hidrelétricas no rio Cuiabá.

A Pastoral da Ecologia Integral, em parceria com o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic) promoveu nesta quarta-feira (10.08), às 17h, um ato ecumênico e inter-religioso em defesa do rio Cuiabá e do Pantanal. O ato foi realizado nas imediações da Igreja do Rosário e de São Benedito.

O objetivo da manifestação foi convencer os deputados estaduais a derrubarem o veto do governador Mauro Mendes, que facilita a construção de seis barragens e instalações hidrelétricas no rio Cuiabá, no trecho entre a capital e o município de Nobres, assim como já está acontecendo em outros rios da bacia do Alto Paraguai. O Projeto de Lei que proíbe a construção dessas barragens já foi aprovado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso com 12 votos favoráveis, duas abstenções e nove ausências.

O mestre em Sociologia da Universidade Federal de Mato Grosso e defensor ambiental, professor Juacy da Silva explica que caso sejam construídas as hidrelétricas, acima das barragens poderá haver alagamento, ocasionando no desaparecimento de distritos como o de Nossa Senhora da Guia, Acorizal e Rosário Oeste.

Leia Também:  Rosário Oeste não vai ter feriado de carnaval

Já abaixo das barragens, poderá ocorrer a seca do Pantanal e a alteração no regime das chuvas. “Com o Pantanal seco não haverá mais vidas e poderá afetar toda a biodiversidade. O Pantanal seco é sinal de morte e não de vida”, ressaltou o professor.

“Nós cristãos precisamos defender as obras da criação e o Rio Cuiabá e outros rios que formam a bacia do Alto Paraguai, e consequentemente o Pantanal, estão correndo o risco de secarem e morrerem em decorrências de umas barragens que estão sendo construídas e outras que estão querendo construir”, completou Juacy, reforçando o convite à população para comparecer no ato, que ocorrerá nas imediações da Igreja do Rosário e São Benedito.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: