conecte-se conosco


CIDADES

Prédio de prefeitura é interditado por risco de desabamento

Publicados

em

Khayo Ribeiro – Gazeta Digital

O prédio que abriga a prefeitura de Pontal do Araguaia (512 km ao sul de Cuiabá) foi interditado após uma visita de agentes do Corpo de Bombeiros Militar na tarde de quarta-feira (12).

A ação foi adotada pelos militares devido ao risco de colapso do prédio, pelo fato de parte significativa da estrutura estar comprometida e ameaçar a vida das pessoas que utilizam o espaço.

Inaugurado há aproximadamente 6 anos, o prédio apresenta diversos comprometimentos em sua estrutura, a exemplo de rachaduras nas paredes e infiltrações.

Bombeiros que atenderem a ocorrência orientaram que o prefeito procure o engenheiro do município.

A expectativa é que o profissional realize uma perícia e produza um laudo detalhando os reais perigos do prédio.

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  PM de Nobres prendeu homem procurado pela justiça
Propaganda

CIDADES

Rosário Oeste pode desaparecer caso sejam construídas hidrelétricas acima das barragens, explica defensor.

Distrito de Nossa Senhora da Guia, Acorizal e Rosário Oeste podem desaparecer caso hidrelétricas sejam construídas acima das barragens, explica defensor ambiental.

Publicados

em

Por

Fonte: PNB On Line

Grupo quer alertar população para riscos da construção de hidrelétricas no rio Cuiabá.

A Pastoral da Ecologia Integral, em parceria com o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic) promoveu nesta quarta-feira (10.08), às 17h, um ato ecumênico e inter-religioso em defesa do rio Cuiabá e do Pantanal. O ato foi realizado nas imediações da Igreja do Rosário e de São Benedito.

O objetivo da manifestação foi convencer os deputados estaduais a derrubarem o veto do governador Mauro Mendes, que facilita a construção de seis barragens e instalações hidrelétricas no rio Cuiabá, no trecho entre a capital e o município de Nobres, assim como já está acontecendo em outros rios da bacia do Alto Paraguai. O Projeto de Lei que proíbe a construção dessas barragens já foi aprovado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso com 12 votos favoráveis, duas abstenções e nove ausências.

O mestre em Sociologia da Universidade Federal de Mato Grosso e defensor ambiental, professor Juacy da Silva explica que caso sejam construídas as hidrelétricas, acima das barragens poderá haver alagamento, ocasionando no desaparecimento de distritos como o de Nossa Senhora da Guia, Acorizal e Rosário Oeste.

Leia Também:  Onda de frio pode fazer Cuiabá registrar mínima de 8ºC na próxima quinta

Já abaixo das barragens, poderá ocorrer a seca do Pantanal e a alteração no regime das chuvas. “Com o Pantanal seco não haverá mais vidas e poderá afetar toda a biodiversidade. O Pantanal seco é sinal de morte e não de vida”, ressaltou o professor.

“Nós cristãos precisamos defender as obras da criação e o Rio Cuiabá e outros rios que formam a bacia do Alto Paraguai, e consequentemente o Pantanal, estão correndo o risco de secarem e morrerem em decorrências de umas barragens que estão sendo construídas e outras que estão querendo construir”, completou Juacy, reforçando o convite à população para comparecer no ato, que ocorrerá nas imediações da Igreja do Rosário e São Benedito.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: