conecte-se conosco


POLICIAL

Polícia Civil prende padrasto por homicídio e ocultação de cadáver de adolescente desaparecido em Paranatinga

Redação

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Paranatinga solucionou o crime de homicídio e ocultação de cadáver que vitimou o adolescente Kauã Vinícius de Jesus Dourado, de 17 anos, que estava desaparecido desde o dia 1º de abril no município.

 As investigações levaram a prisão o padrasto da vítima que diante das evidências, confessou o crime. O corpo do adolescente foi localizado na quinta-feira (07.04) enterrado em uma região de mata na saída da cidade de Paranatinga.

Após o registro do boletim de ocorrência de desaparecimento de Kauã, imediatamente a equipe da Polícia Civil iniciou as investigações para localização da vítima. Segundo as informações iniciais, o adolescente havia sido deixado pelo padrasto na praça central da cidade, na tarde de 1º de abril, onde iria comprar uma motocicleta.

Os primeiros trabalhos investigativos apuraram o envolvimento do adolescente com alguma facção criminosa que pudesse ter praticado o crime, porém a teoria não foi confirmada.

Após várias diligências investigativas, oitivas de familiares, os policiais de Paranatinga  identificaram como principal suspeito o padrasto da vítima  e após técnicas de interrogatório conseguiram com ele entregasse o local em que ele enterrou o corpo da vítima, que foi localizado na quinta-feira (07.04).

Leia Também:  Polícia Civil recupera quatro baterias subtraídas de empresa de telefonia em Várzea Grande

O adolescente foi enterrado em área de zona rural, cerca de 20 km de distância da cidade, saída da bica d’água, sentido Nova Mutum. Para praticar o crime, o padrasto conduziu a vítima até o local, efetuou disparos de arma de fogo e em seguida enterrou o corpo em local de mata.

Estelionato

A equipe de investigação aponta que este foi um caso de difícil solução uma vez que a todo momento surgiam novas hipóteses sobre o que poderia ter acontecido com adolescente, passando por situações de envolvimento com organizações criminosas e sequestro.

Ao longo da semana, uma associação criminosa de estelionatários entrou em contato com a família da vítima, simulando um sequestro, alegando que o adolescente estaria com eles e que seria necessário o depósito do valor de R$ 2 mil para que ele fosse libertado.

Para comprovar o sequestro, a quadrilha apresentou uma foto falsa, com as mesmas características da vítima, aumentando ainda mais a confusão quanto a autoria delitiva.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Polícia Civil realiza oitivas de familiares e pacientes atendidos por hospital de Cuiabá

Redação

Publicados

em

Por


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A delegada da Polícia Civil, Luciani Barros Pereira de Lima, da 2ª Delegacia de Cuiabá (Planalto), continua nesta semana com as oitivas de familiares de pessoas que foram hospitalizadas em uma unidade particular de saúde em Cuiabá e citadas no boletim de ocorrência registrado por uma técnica de enfermagem que atuou no hospital e na semana passada denunciou supostos atos de negligência.

Familiares de cinco pessoas que estiveram internadas no hospital procuraram a Polícia Civil. As informações relatadas por essas famílias estão sendo apuradas.

A delegada informou que dois pacientes que passaram por atendimento no hospital serão ouvidos pela equipe da delegacia em suas residências, porque não apresentam condições de comparecer à unidade policial.

O hospital encaminhou os documentos solicitados pela delegada, que serão analisados. A delegada vai requisitar também ao hospital os prontuários médicos dos pacientes relatados nas denúncias.

A pedido da autoridade policial, a Perícia Técnica e Oficial do Estado já coletou as imagens das câmeras da unidade de saúde.

Leia Também:  Polícia Civil incinera 250 quilos de entorpecentes apreendidos em Campo Verde

Todas as informações reunidas nas diligências coordenadas pela delegada fazem parte do Auto de Investigação Preliminar instaurado para apurar os fatos relatados na denúncia feita pela técnica de enfermagem.

Na semana passada, a delegada Luciani Barros ouviu em depoimento a técnica de enfermagem que relatou as supostas denúncias em um boletim registrado na Central de Ocorrências de Cuiabá, no dia 5 de abril.

A delegada destaca que todas as denúncias apresentadas pela profissional de saúde estão sendo apuradas, assim como analisados os documentos já recebidos, entre outras informações que se fizerem necessárias para o esclarecimento dos fatos registrados.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

CIDADES9 horas atrás

NOBRES: Homem é preso após ameaçar idoso de 71 anos no Jardim Carolina

Um homem de 28 anos foi detido no bairro Jardim Carolina na manhã desta quarta-feira (14), após denúncia de ameaça...

CIDADES22 horas atrás

Caminhão carregado com churrasqueiras tomba na BR-163 em Nova Mutum

Um caminhão Mercedes Benz, de cor vermelha, placas de Londrina-PR, tombou no final da tarde desta terça-feira (13), no Km...

CIDADES1 dia atrás

Justiça mantém prisão de suposto líder de quadrilha acusado de roubo de gado em Acorizal e mais 6 municípios

A juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Ana Cristina Mendes, rejeitou pedido para revogar a prisão preventiva de D.R.C.S,...

CIDADES1 dia atrás

Governo de MT já distribuiu 99,7% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

  O Governo de Mato Grosso recebeu, até esta terça-feira (13.04), 618.760 doses das vacinas contra Covid-19 do Ministério da Saúde e...

CIDADES1 dia atrás

Investigação do MPE e Polícia Civil apura possível fraude em licitação na Prefeitura de Nobres

  Assessorias/Polícia Civil-MT e MPE-MT A Operação Inter Amicum, deflagrada nesta terça-feira (13.04) pelo Ministério Público Estadual, por meio das...

CIDADES1 dia atrás

SINOP: Criança morre carbonizada durante incêndio a casa

Uma criança de 10 anos morreu carbonizada na noite desta segunda-feira (12) durante um incêndio em uma residência de madeira,...

CIDADES2 dias atrás

Dois morrem com descarga elétrica próximo a Estrada da Guia em Várzea Grande

Gumercindo Pinto de Souza Filho, de 66 anos, e Adimaelson de Lana, de 30 anos, morreram, esta tarde, após sofrem...

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA MT

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA