conecte-se conosco


POLICIAL

Polícia Civil prende em flagrante homem envolvido em golpe eletrônico contra vítima do Estado de Goiás

Publicados

em

Um homem envolvido no estelionato por meio eletrônico praticado contra uma vítima do Estado de Goiás, foi preso em flagrante pelo Polícia Civil de Mato Grosso, na quarta-feira (01.06), em ação da Delegacia Especializada de Repressão de Crimes Informáticos.

O suspeito de 20 anos foi autuado em flagrante por fraude eletrônica em concurso material com associação criminosa, após ser localizado pelos policiais civis em uma residência no bairro Parque Georgia, em Cuiabá.

As diligências iniciaram logo após a DRCI ser acionada pela Polícia Civil de Goiás, sobre uma fraude eletrônica envolvendo a portabilidade de salário de um servidor público da cidade de Luziânia, no valor de pouco mais de R$ 22 mil.

Conforme informações repassadas, foi realizada a portabilidade do salário da conta pessoal da vítima, para uma conta fraudulenta criada com os dados pessoais da vítima e com a fotografia do golpista.

A equipe diligenciou de modo ininterrupto e identificou a residência do investigado, no bairro Parque Geórgia. No local o suspeito foi localizado, bem como apreendido dinheiro, maquineta de cartão, celular e outros objetos.

Leia Também:  Campanha mobiliza estudantes e instituições no combate à exploração sexual infantojuvenil

No momento da abordagem do rapaz contou que havia emprestado os seus dados pessoais para terceiros, que abriram uma conta falsa usando a sua foto. Ao receber o dinheiro subtraído, o mesmo transferiu parte do valor para sua verdadeira conta, e parte para outras duas contas bancárias.

O jovem foi encaminhado até a DRCI e interrogado pelo delegado Ruy Guilherme Peral da Silva. Em seguida o conduzido foi autuado em flagrante por fraude eletrônica em concurso material com associação criminosa, sendo posteriormente encaminhado para audiência de custódia no Fórum da Capital.

Também foi pleiteado judicialmente pela conversão dos autos de prisão em flagrante delito, pela prisão preventiva do suspeito, visando garantir a ordem pública.

O delegado Ruy Guilherme Peral da Silva explicou que a presente fraude eletrônica se trata de delito complexo e de crescimento exponencial em todo o território brasileiro que demanda a obtenção prévia de informações e a divisão de tarefas a fim de se obter o êxito na empreitada criminosa.

“No primeiro momento os criminosos obtém clandestinamente base de dados pessoais das vítimas na dark web ou por meio de vazamentos de dados ou através comércio ilegal de cadastros. Depois adquirem conhecimento prévio sobre o funcionamento do procedimento de portabilidade de contas salários de servidores públicos, realizam a contrafação de documento oficial de identificação da vítima e realizam a cooptação de coautores para executarem de modo síncrono o estratagema criminoso”, finalizou o delegado da DRCI.

Leia Também:  Idoso é preso pela Polícia Civil por abuso sexual contra a própria neta
Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Polícia Civil prende em flagrante tio pelo crime de estupro contra a sobrinha

Publicados

em

Por

Um tio suspeito de estuprar a sobrinha menor de idade, foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na tarde de quarta-feira (29.06), no município de Tangará da Serra (239 km a médio norte de Cuiabá).

O suspeito de 38 anos foi detido pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Tangará da Serra, logo após os policiais civis tomarem conhecimento dos fatos.

A mãe da adolescente de 17 anos relatou que na noite anterior, terça-feira (28), a filha havia sido abusada sexualmente pelo tio.

A vítima contou que estava na casa do suspeito, quando ele pediu para ela o acompanhar até o banco. No caminho o tio levou a sobrinha para uma área de matagal, onde cometeu o estupro.

Diante das informações os investigadores da DEDM de Tangará da Serra imediatamente realizaram diligências, e localizaram o suspeito em uma propriedade na zona rural do município.

Ele foi conduzido até a delegacia, interrogado e autuado em flagrante. Após a confecção dos autos, o preso foi colocado à disposição da Justiça, bem como foi representada pela conversão do flagrante em prisão preventiva, deferida pelo juiz.

Leia Também:  Polícia Militar prende casal por homicídio e ocultação de cadáver

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: