conecte-se conosco


POLICIAL

Onze foragidos da Justiça por crimes sexuais contra crianças e adolescentes são presos pela Polícia Civil

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Gerência Estadual de Polinter e Capturas cumpriu em dez dias, 11 mandados contra foragidos da Justiça que estavam com prisões decretadas por crimes sexuais envolvendo crianças e adolescentes.

As prisões foram cumpridas entre 31 de maio e 10 de junho, em Cuiabá e Chapada dos Guimarães e fazem parte da Operação Acalento desencadeada em todo país sob coordenação do Ministério da Justiça para cumprimento de prisões, instauração e conclusão de investigações referentes a crimes sexuais contra crianças e adolescentes.

Entre as prisões cumpridas nesta quinta-feira (10.06) pelas equipes da Polinter está a de um homem de 68 anos, que foi denunciado à Justiça pelo abuso sexual cometido contra a sobrinha de 12 anos. O crime ocorreu no bairro Planalto, em 2011.

Outro foragido que teve o mandado cumprido responde a um processo pelo estupro cometido contra as duas filhas, que tinham 9 e 10 anos, à época, na região do Pedra 90. Os abusos se repetiram por anos, até que a mais nova das vítimas denunciou o crime ao Conselho Tutelar.

Leia Também:  PM recupera veículos em Várzea Grande e Peixoto de Azevedo

Um dos mandados foi cumprido no Centro de Ressocialização de Cuiabá em desfavor de um homem de 35 anos, réu em um processo pelo estupro cometido contra a enteada de sete anos, no bairro Pedra 90, em 2014. A mãe da criança, ao chegar do trabalho, encontrou a menina com a roupa suja de sangue e ao perguntar o que ocorreu, a criança contou como o padrasto havia abusado dela.

Em uma gleba no município de Chapada dos Guimarães, a equipe da Polinter localizou outro foragido, de 75 anos, que responde por crime sexual. Em 2013, ele abusou da sobrinha de 11 anos, no bairro Jardim União.

Outra prisão realizada em Cuiabá foi a de um homem de 64 anos, que em 2011 abusou da filha adolescente. O crime ocorreu no bairro Jardim Gramado, na Capital.

Todos os 11 homens presos foram encaminhados para a Gerência da Polinter, a fim de formalizar o cumprimento dos mandados de prisão e depois enviados a unidades prisionais da região metropolitana.

Leia Também:  PM encontra garimpo ilegal e encaminha sete homens à Delegacia em Novo Mundo

A Operação Acalento segue até o dia 17 de julho, quando o Ministério da Justiça fará um balanço das prisões realizadas no período.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Durante abordagem policial, PRF em Rondonópolis encontra líderes de organização criminosa foragidos da justiça

Publicados

em

Por


No dia de ontem (25), por volta das 16 horas, uma equipe da PRF, durante fiscalização de combate ao crime, no km 211 da BR 364, município de Rondonópolis-MT, abordou uma caminhonete Hilux de cor preta, ocupada por quatro indivíduos.

Foi solicitada a documentação de todas as pessoas do veículo, sendo apresentadas duas CNHs e duas carteiras de identidade. Durante checagem aos sistemas, a equipe observou que ambos RGs apresentados continham indícios de falsificação, sendo realizada uma busca mais detalhas nesses dois indivíduos. Em conversa com um deles, o mesmo relatou que era foragido da justiça, e disse seu verdadeiro nome, tendo apresentado o RG falso porque foi avisado por sua advogada de que havia um mandado de prisão em aberto em seu nome.

Após novas pesquisas nos sistemas e fontes policiais, o verdadeiro nome do indivíduo foi confirmado com mandado de prisão pendente de cumprimento. Já o outro homem que apresentou documento falso, também possuía mandado de prisão em aberto com validade até 16 de abril de 2033.

Os policiais ainda conseguiram descobrir, posteriormente, que um terceiro homem, dos que estavam dentro da caminhonete, embora não apresentar documentos falsos, também tinha um mandado de prisão em seu desfavor.

O último integrante do veículo, apesar de expor histórias conflitantes sobre o motivo da viagem, alegou não saber que os outros três indivíduos eram foragidos da justiça. Ele não tinha nenhuma pendência com a lei e não estava na flagrância de crime.

Antes do final da ocorrência, após contato com a Polícia Federal e Polícia Civil do estado do Amapá, a equipe da PRF teve conhecimento de que os envolvidos na situação tratavam-se de lideranças criminosas do estado do Amapá, e que eram intensamente procurados pela polícia daquela região.

Foi mais um importante trabalho da PRF no estado de Mato Grosso, garantindo a promoção da justiça e maior efetividade na segurança pública, trabalhando com integração e parceria com as demais forças policiais de nosso país.

                                                      ___________________________________________________________________

 Durante o final de semana, a PRF localizou mais dois indivíduos com mandados de prisão em aberto. Um novamente no município de Rondonópolis e outro em Cuiabá. Os mandados eram pela prática dos crimes de associação criminosa, falsificação de documento pública e crime ambiental.

Leia Também:  Polícia Militar lamenta a morte do soldado Roberto Rodrigues em Várzea Grande
Fonte: PRF MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA MT

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA