Rosário Oeste

Sábado, 13 de Julho de 2024
17°

Tempo limpo

Rosário Oeste, MT

NACIONAL GOIÁS

Garotas de Programa dopam cliente em motel e causam prejuízo de R$ 40 mil

Elas usavam fotos de modelos na internet para atrair clientes

10/07/2024 às 14h15
Por: Página1 Fonte: Redação/VGN
Compartilhe:
Reprodução Metrópoles
Reprodução Metrópoles

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) prendeu duas garotas de programa nessa terça-feira (09.07), acusadas de aplicar o golpe do “boa noite, Cinderela” em um homem, resultando em um prejuízo de quase R$ 40 mil. As suspeitas, Tainá Carine Silva Costa, 29 anos, e Ester Rocha da Silva, 26 anos, usavam fotos de modelos na internet para atrair clientes, dopavam as vítimas com bebidas adulteradas e realizavam transações financeiras indevidas enquanto os homens estavam inconscientes.

De acordo com informações, o caso mais recente ocorreu em 3 de junho, quando a vítima marcou um encontro com uma das mulheres em um motel após vê-la em um site. Insatisfeito com a aparência dela, ele aceitou a sugestão de chamar uma amiga. Após a chegada da segunda garota de programa, a vítima tomou uma bebida energética oferecida por elas e desmaiou. Enquanto ele estava inconsciente, as mulheres utilizaram seus cartões para realizar diversas compras em drogarias e distribuidoras de bebidas.

A investigação revelou que as suspeitas já tinham um histórico de crimes semelhantes. A dupla foi presa temporariamente por 30 dias sob acusação de roubo com restrição de liberdade. Segundo a PCGO, existem pelo menos outras três vítimas associadas a esse esquema.

Em um dos casos, um cliente conheceu as garotas de programa em uma lanchonete e foi levado a um motel, onde foi dopado e teve seus pertences roubados. A vítima só percebeu que havia sido enganada ao receber uma notificação do banco informando sobre uma transferência de R$ 8,5 mil.

Outro homem relatou ter conhecido uma das mulheres através de um site, pagando R$ 150 pelo encontro. Posteriormente, a mulher alegou estar grávida e solicitou mais dinheiro, conseguindo extorquir R$ 800 da vítima antes que ele procurasse a polícia.

A PCGO realizou buscas e apreensões em dois locais, em Luziânia e Novo Gama, como parte das investigações em andamento. A polícia acredita que mais vítimas possam surgir conforme a investigação avança.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias