Rosário Oeste

Quinta, 20 de Junho de 2024
23°

Tempo limpo

Rosário Oeste, MT

CIDADES DIAMANTINO

MT-480: Com obras em andamento, governo decreta emergência na Serra de Deciolândia

Os problemas com processos erosivos na Serra de Deciolândia são recorrentes

11/06/2024 às 06h01
Por: Página1 Fonte: enfoquebusiness.com.br - Sergio Roberto
Compartilhe:
MT-480: Com obras em andamento, governo decreta emergência na Serra de Deciolândia

Após vários episódios de deslizamento e realização de obras emergenciais de contenção e, agora, com execução de obras definitivas em andamento, o Governo de Mato Grosso declarou situação de emergência no trecho “Serra de Deciolândia” da rodovia MT-480, que liga Tangará da Serra à BR-364, na direção norte, sentido Diamantino.

A declaração de situação de emergência, porém, é um procedimento burocrático que visa, apesar de já haver obras em execução no local, agilizar as intervenções em razão do risco de acidente geofísico.

No decreto, publicado nesta segunda-feira, o governo expõe: “Fica decretada SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA por MOVIMENTO DE MASSA – DESLIZAMENTOS – COBRADE 1.1.3.2.1 em segmento da rodovia MT-480, conhecido como Serra de Deciolândia no Município de Nova Marilândia, ligação rodoviária do Município de Tangará da Serra a rodovia BR-364, no Município de Diamantino – MT”. O decreto é válido por 180 dias.

Histórico

Os problemas com processos erosivos na Serra de Deciolândia são recorrentes, detectados com maior gravidade em 2019.  O solo no local é basicamente arenito, de baixa capacidade de absorção, o que permite que a água de precipitações adquira velocidade, resultando em significativas erosões.

(*) Assista vídeo ao final do texto

Em abril de 2021, o rompimento de um talude em razão de uma forte chuva ocasionou interdição parcial da pista da MT-480, no trecho da serra. Na ocasião, havia sérios riscos para quem transitava no local. “Está passando… mas se houver uma chuva brava, pode ocorrer rastejamento”, atestou o engenheiro e especialista Silvio Tupinambá, que esteve no local juntamente com os vereadores de Tangará da Serra Eduardo Sanches e Ademir Anibale, que receberam a informação do incidente.

Em dezembro do mesmo ano, houve outros processos erosivos, aumentando a preocupação. Diante dos riscos e da necessidade premente, a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra-MT) designou equipe e maquinários para trabalhos de reconformação e estabilização dos taludes afetados pelo processo erosivo por força  das chuvas.

Obras e normalidade

Segundo informações levantadas pela redação, os trabalhos seguem normalmente na Serra de Deciolândia e não há qualquer anormalidade. Os taludes do trecho da MT-480 na Serra de Deciolândia recebem trabalhos definitivos de contenção.

As obras consistem em “solo grampeado”, uma técnica de contenção ou reforço de taludes que consiste, basicamente, no uso de elementos chumbadores enterrados. Os trabalhos iniciaram após o término do período chuvoso do ano passado e deverão estar concluídas ainda nesse ano.

Orçadas em R$ 56,3 milhões, as obras são realizadas por três empresas consorciadas, Guaxe Construção e Terraplenagem, Lotufo Engenharia e Construções, e Rivoli Construtora. O consórcio apresentou a melhor proposta no certame licitatório realizado pela Secretaria de Estado de infraestrutura (Sinfra-MT) no segundo semestre de 2022.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias