conecte-se conosco


ENTRETENIMENTO

Mayra Cardi diz que sabia dos abusos sofridos por Duda Reis há meses

Redação

Publicados

em


source
Mayra Cardi
Reprodução Instagram

Mayra Cardi

Mayra Cardi, que está com Covid-19, aproveitou a madrugada de quarta-feira (14), para falar sobre alguns assuntos com seus seguidores no Instagram. 

Na praia, a ex-BBB primeiro explicou o motivo de ter mudado de residência, principalmente, enquanto está doente. Após isso, ela falou sobre a polêmica envolvendo Nego do Borel, que foi acusado de uma série de abusos pela ex-noiva, Duda Reis.

“Gente, eu quero falar sobre duas coisas muito sérias. Muito, muito importantes, e que não cabe interpretação, por isso que eu quero deixar bem claro. Vou começar pela mais leve e depois pela, na minha opinião, mais séria”, iniciou Mayra.

“A mais leve é sobre eu estar na Ilhabela. Óbvio que eu estou dentro de casa, e que eu não sairei. Primeiro, que eu não posso levantar ainda da cama, não posso ficar saltitante, e ainda que eu pudesse, que eu estivesse liberada para transitar entre as pessoas, eu não faria. Obviamente que eu não vou sair de casa, porque eu não posso, não posso nem por mim nem pelas outras pessoas”, continuou.

A explicação veio após após a ex-BBB publicar um foto de biquíni como mar ao fundo. A partir disso, seguidores entenderam que, mesmo com Covid-19, ela estaria indo à praia – o que foi negado. 

Perdeu? Mostramos de Novo

“Eu não estou saindo, vim pra casa aqui de Ilhabela onde ficarei até o final da minha recuperação mas, ainda que eu pudesse sair, eu não sairia porque eu não saio na rua, eu não saio de casa pra nada então aqui não seria diferente. A única diferença é que em vez de estar na casa de São Paulo sem ninguém, eu estou aqui na casa de Ilhabela também sem ninguém. Se tem uma coisa que eu tenho bastante é noção do outro e eu jamais faria isso com ninguém, nem comigo mesma que estou em recuperação”, afirmou ela.

Leia Também:  Gusttavo Lima mostra cilindros de oxigênio que serão doados para Manaus

Comentando polêmica de Nego do Borel

Nego do Borel perde parceria após acusações feitas por Duda Reis
Reprodução/Instagram

Nego do Borel perde parceria após acusações feitas por Duda Reis

Nego do Borel já foi um dos clientes de Mayra, em um serviço de emagrecimento. Cobrada a comentar o caso, ela pediu desculpas pela demora e disse que sabia dos abusos sofridos por Duda há meses.

“Agora uma coisa muito importante que eu queria deixar claro, pra que não haja dúvidas em hipótese alguma é: óbvio que eu sou uma mulher que condena, com todos os pingos nos i’s qualquer tipo de abusador, seja ele qual for, quem for e como for, nunca vai ser diferente”, disse.

“Eu já vim aqui, já vim chorar, brigar pela Pétala, por outras mulheres e não seria diferente com a Duda. E eu já vi gente perguntando porque eu não estou me prontificando sobre o assunto, diretamente: o assunto dela é muito mais complexo, o relacionamento abusivo dela o buraco é muito mais embaixo, e óbvio que eu estou do lado dela, não necessariamente estou falando sobre isso aqui, mas eu estou do lado dela desde o ano passado, quando a gente se falou pela primeira vez”, contou Mayra.

A ex-BBB ainda revelou que tem conhecimento de vários relacionamentos abusivos no universo das famosas. “Eu sei de vários outros relacionamentos abusivos. Sabia da Pétala antes mesmo dela contar, da Duda antes mesmo dela contar, e de várias outras mulheres da mídia que também me procuraram e me contaram, e nem por isso eu posso falar, não é do meu direito falar. A Duda, diferente da Pétala, ela tem voz e ainda bem, porque temos que ter mesmo, e esse é o motivo que eu não vim aqui falar escrachadamente sobre a Duda, porque o holofote ele não pode estar em mim agora, tem que estar nela, e ela tem voz e está sendo ouvida”, concluiu.

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Ex-“Zorra”, atriz Renata Castro Barbosa fala com exclusividade ao iG Gente

Redação

Publicados

em

Por


source
Renata Castro Barbosa
Divulgação/Rodrigo Lopes

Renata Castro Barbosa

Com pouco mais de três décadas de carreira, Renata Castro Barbosa vem colecionando personagens memoráveis nos palcos e na televisão. Quem não se lembra de Flávia, de “Vale Tudo”, de 1988, a qual marcou sua estreia nas novelas? Ou de Letícia, de “Tieta”, que fazia par romântico com Danton Mello? E Artemísia, interpretada por ela no seriado infantil “Caça Talentos”, de Angélica, entre 1996 e 1998, além de Gislene, a bigoduda rival de Marinete em “A Diarista?”. Sem contar, é claro, a passagem pelo elenco de “Quem Vai Ficar com Mário?”, que, por dois anos, foi exibido como especial de fim de ano na Globo.

Renata Castro Barbosa 2
Divulgação/Rodrigo Lopes

Renata Castro Barbosa 2

Pois bem, atendendo a um pedido da Coluna Marcelo Bandeira, hospedada no iG Gente, a atriz, mãe de João, da relação com Bruno Mazzeo — o menino é neto de Chico Anysio —, topou conversar sobre vida, trajetória, tempos de isolamento social por causa do novo coronavírus, trabalhos que estão sendo reexibidos no vídeo e até novos projetos. “Se tudo der certo, em 2021, não vou parar quieta”, destacou ela, pensando “nessa onda de dias melhores”. Ah, e a multitalentosa artista também relembrou o fim do humorístico “Zorra”, que era exibido nas noites de sábado e no qual permaneceu por seis anos. Siga o fluxo! 

Renata Castro Barbosa
Divulgação/Rodrigo Lopes

Renata Castro Barbosa

1. Mesmo com pandemia, você trabalhou bastante em 2020 por conta do “Zorra”. Como foi essa adaptação?

No começo, foi bem tumultuado! Como comecei gravando o “Maurício e Bia” para nossas redes sociais (eu e o Léo Castro), achei que seria mais simples, porque já tínhamos equipamentos de iluminação e uma noção de como fazer, mas, quando passamos para o “Zorra”, nos demos conta de que era muito mais complexo (risos). Porém, a coisa foi se aprimorando e deu supercerto!

2. Foi difícil se adaptar aos procedimentos de gravação quando retornou ao set nos Estúdios Globo?

Quando voltamos a gravar presencial, foi outra adaptação. Sentia muita saudade de estar fisicamente com as pessoas, mas o protocolo era bem rígido. Então, digo que vi meus amigos, mas a distância, porque continuava sem poder tocar. Valeu cada álcool passado, cada proteção e cada camarim, mesmo que ficasse sozinha nele (risos).

Leia Também:  Dany Bananinha faz cirurgia após descobrir nódulo no seio

3. Como foi se despedir do “Zorra”, que, a princípio, foi encerrado em definitivo no último dia 5 de dezembro?

Nós já sabíamos que o fim do programa estava previsto, mas, quando chegou o dia, foi bem mais triste do que esperávamos. Foram seis anos de convivência diária, de muitas risadas e amizade. Então, encerrar já seria doloroso, e o fato de não podermos estar juntos, abraçar, foi muito mais complexo.

4. Que balanços pessoal e profissional você faz desse período no elenco fixo do humorístico?

Nossa, para mim, foi muito importante ter passado por ele. Aprendi demais. Todo ano entrava gente nova, e, com isso, o aprendizado era sempre “vivo”. E, quando saíam pessoas, era uma tristeza! Acredito que evoluí bastante nesse tempo. Sinto saudade!

Você viu?

5. Com o término do projeto, percebemos também que os brasileiros estão carentes de bons programas na TV aberta. Para você, o público de hoje prefere humor que reflita a realidade ou seja mais inocente? E qual o limite do humor na sua opinião?

Acho que a mistura dos dois é o que dá certo! O humor político e o da vida real fizeram e sempre farão diferença na nossa história. Já o humor inocente traz um respiro para tudo! Para mim, o limite não pode ser confundido com censura.

6. Como o isolamento mexeu com você, o que aprendeu com ele e o que repensou da sua rotina?

Não sei dizer o que aprendi, não acabou. Ainda estamos vivendo esse vírus. Mas, com certeza, confirmei, com clareza, o que sempre soube: sozinhos não somos nada! Estar contratada, poder ajudar amigos e até gente que nem conheço, ver minha família saudável, ter meu filho perto de mim — só posso agradecer. Quanto à rotina, essa mudou totalmente. Impossível não mudar. Ficamos aqui quietinhos, e a Isaura, que trabalha comigo, ficou na casa dela em segurança. Passei a fazer um monte de coisas que não fazia e, segundo ela, algumas aprendi direitinho. Já outras (risos).

Leia Também:  Whindersson Nunes freta aviões para levar equipamentos hospitalares ao Amazonas

7. Nesse tempo, muita gente pode ver e rever produções de sucesso, como “Tieta” e “Vale Tudo”, ambas no Globoplay, e “Caça Talentos” e “A Diarista”, no Viva. Você é crítica com o que vê?

Uma delícia! Revi algumas com o João, meu filho, e foi engraçado pensar que, em várias, tinha a idade dele! Quanto a criticar, já fui bem pior. Achava tudo ruim, via defeito no que fazia. Hoje, estou bem mais relaxada comigo. Olho e penso: “Caramba, como era novinha, como estava crua ainda”. Entretanto, tenho carinho e orgulho enorme pela minha caminhada!

8. Você acha que os brasileiros e o governo darão mais valor aos artistas depois que isso passar?

Espero que sim. Torço para que as pessoas tenham percebido que arte não é só entretenimento bobo, é salvação, educação e respiro na vida da gente. Quanto ao atual governo, acho difícil que esse reconhecimento venha, infelizmente. Desejo mesmo que o Brasil não seja mais um país sem memória, e que, no meio desse caos, tenham entendido a importância da arte em todos os seus desdobramentos! 

9. Ainda é difícil ter algo mais preciso, mas tem algum projeto para 2021?

Não dá para dizer “muitos”, porque não sabemos como serão os rumos das coisas, mas ideias e projetos estão surgindo desse tempo em casa e, se tudo der certo, em 2021, não vou parar quieta (risos).

10. Qual a dica para ter humor, mesmo diante de um problema?

Não sei se tenho uma dica. O que tenho feito é tentar olhar com a maior leveza e fé possíveis esse momento e dar valor às pequenas coisas. Rir de si mesmo, achar graça de coisas bobas, enfim, tentar não deixar o coração endurecer e se cercar de arte, sempre! 

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

CIDADES3 horas atrás

Prefeito de Rosário Oeste é eleito como Tesoureiro do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico e Social do Vale do Rio Cuiabá.

A eleição da presidência do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico e Social do Vale do Rio Cuiabá aconteceu na manhã...

CIDADES10 horas atrás

Presidente da Câmara Municipal e vereadores, reúnem com servidores da casa de Leis para elaborar metas para o ano de 2021.

Na manhã desta sexta feira (15/01/2021), os vereadores, Amilson da Distribuidora (SOLIDARIEDADE) Presidente da Câmara Municipal, vereador Ademir Figueiredo (MDB)...

CIDADES13 horas atrás

Batalhão Ambiental intercepta motorista e apreende 200 quilos de pescado em Jangada

  Uma equipe do Batalhão Ambiental apreendeu na noite de quarta-feira (13.01), 200 quilos de pescado, na MT-246, na cidade...

CIDADES17 horas atrás

UPMF: Prefeitura de Rosário Oeste define valor da Unidade Padrão Fiscal para 2021.

De acordo com o Decreto Municipal 004/2021, assinado pelo Prefeito Alex Berto, Valor da Unidade Padrão Municipal Fiscal do Município...

CIDADES1 dia atrás

Equipe da AMM realiza visitas técnicas nos municípios

O cronograma das viagens teve início em Arenápolis e o roteiro também contempla Santo Afonso, Nova Marilândia, Denise e Barra...

CIDADES1 dia atrás

Intitulados G7, vereadores de Rosário Oeste/MT buscam emendas parlamentares junto aos Deputados e Senadores na capital de Mato Grosso.

Os vereadores, Ademir Figueiredo (MDB), Vanúzia Araújo (MDB), Alexandre do Bauxi (PSB), Tico Nazário (PTB), Amilson da Distribuidora (SOLIDARIEDADE), Flávio...

CIDADES1 dia atrás

Homem que esteve preso em Rosário Oeste é preso suspeito de arrombar e furtar lojas em Lucas do Rio Verde

Investigação do serviço integrado das Polícias Civil e Militar de Lucas do Rio Verde levou à prisão um suspeito de...

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA MT

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA