conecte-se conosco


MINISTÉRIO PÚBLICO MT

Livro sobre Projeto Luz é lançado no MPMT em evento online

Publicados

em

Em evento virtual na manhã desta quinta-feira (19), o livro “Projeto Luz – Um relato da primeira rede de proteção integrada que aplicou a Lei nº 13431/2017 e o depoimento especial judicial na comarca de Nova Mutum” foi oficialmente lançado pelo Ministério Público de Mato Grosso. A obra, inicialmente apresentada na semana passada, durante a inauguração da nova sede das Promotorias de Nova Mutum (a 264km de Cuiabá), foi escrita pelos promotores de Justiça Ana Carolina Rodrigues Alves Fernandes de Oliveira e Henrique de Carvalho Pugliesi.

Responsável por escrever o prefácio do livro, o procurador de Justiça titular da Especializada em Defesa da Criança e do Adolescente, Paulo Roberto Jorge do Prado, abriu o evento enaltecendo o trabalho da rede de proteção integrada em Nova Mutum e destacando que a prioridade absoluta de crianças e adolescentes não é efetivamente garantida pelas leis e tratados existentes, mas sim pelas ações das pessoas, sejam integrantes do sistema de Justiça ou os demais cidadãos.

“Não adianta a Constituição Federal, os tratados internacionais e a defesa de Direitos Humanos dizerem que criança e adolescente são prioridade absoluta se essa não for a realidade do nosso coração. Se na nossa atuação profissional como integrantes do Ministério Público, como cidadãos e pais não enxergarmos crianças e adolescentes como prioridade, com direito à educação, saúde, segurança, respeito e dignidade”, assinalou o procurador de Justiça.

Paulo Prado assegurou que o Projeto Luz e seus idealizadores tratam efetivamente crianças e adolescentes como prioridade absoluta e lembrou que, inclusive, a iniciativa já foi nacionalmente premiada.

Na sequência, o livro foi apresentado pelo autor Henrique Pugliesi. A também autora Ana Carolina Fernandes, que não participou da reunião virtual por estar de licença maternidade, enviou uma mensagem de vídeo aos participantes. O promotor de Justiça contou como a ideia começou, há mais de cinco anos, qual foi o caminho percorrido para a integração da rede, apresentou dados e os resultados alcançados pelo projeto. “O livro é a última etapa do Projeto Luz de Nova Mutum, que teve início em 2018, com a assinatura de um termo de compromisso entre as partes. Ele foi escrito porque muitos colegas nos perguntam a respeito dessa iniciativa e acreditamos que ele servirá como um manual para que o projeto seja replicado”, afirmou.

Leia Também:  Ouvidoria ganha canais exclusivos para vítimas de violência doméstica

Conforme Henrique Pugliesi, o sucesso do Projeto Luz começou com a integração das promotorias de Justiça cível e criminal. “Vamos falar muito de integração. E quero reforçar que essa integração começa pelas promotorias de Justiça. Começou comigo e com a Ana Carolina, juntos, identificando as falhas na nossa rede de proteção. O trabalho só foi adiante em razão dessa parceria”, argumentou.

O promotor ainda apresentou os dados alarmantes levantados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, no anuário de 2021. As estatísticas apontam que, a cada ano que passa, as vítimas de estupro no Brasil são mais jovens. “Houve um aumento do percentual de crimes contra vítimas de zero a 19 anos. Em 2019, eles eram 70% das vítimas de estupro no Brasil e, em 2020, passaram a 77%. Então, por incrível que pareça, estamos vivendo uma verdadeira pandemia nos casos de abuso contra crianças e adolescentes”, afirmou.

Henrique Pugliesi acrescentou que a taxa desses crimes em Mato Grosso (133,6 a cada 100 mil habitantes) é quase duas vezes maior que a média nacional (77,2 a cada 100 mil habitantes) e defendeu a necessidade de uma mudança na qualidade de defesa da proteção da criança e do adolescente”. “Precisamos realmente investir nas notificações para proteger melhor”, destacou.

O lançamento do livro foi transmitido ao vivo pelo YouTube do MPMT (assista aqui). O evento virtual é uma realização do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf) – Escola Institucional do MPMT. “Hoje, demos início a mais um formato de evento, que tem com proposta realizar os lançamentos de livros publicados por membros e servidores do Ministério Público de Mato Grosso. Assim, fica desde já o convite para nossos escritores. E não há maneira melhor de inaugurar esse formato do que com o lançamento da prestigiada obra Projeto Luz, um projeto histórico desenvolvido em Nova Mutum”, considerou o coordenador do Ceaf, promotor de Justiça Paulo Henrique do Amaral Motta.

Leia Também:  Curso aborda procedimentos para contratação de serviços terceirizados

O livro – Conforme os autores, a obra apresenta o processo de construção do Projeto Luz, um dos pioneiros no país em integrar efetivamente a rede de proteção da criança e adolescente, e o primeiro de Mato Grosso que aplicou integralmente a Lei nº 13431/2017 (que estabelece o sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente vítima ou testemunha de violência), inclusive realizando os depoimentos especiais nela previstos.

“Nosso objetivo é explicar como foi a criação desse projeto, os fluxos por ele adotados e as premissas defendidas como imprescindíveis para que qualquer outro município que o implante consiga alcançar resultados relevantes como os que foram atingidos em Nova Mutum. Cremos que a ideia deve ser replicada para que a proteção de crianças e adolescentes seja realmente integral em todo o país”, contam os autores.

Na apresentação do livro, o procurador-geral de Justiça de Mato Grosso, José Antônio Borges Pereira, consignou que o leitor “conhecerá um belíssimo projeto desenvolvido com os olhos totalmente voltados às crianças e adolescentes vítimas de violência, fruto de uma série de reuniões com um único objetivo: tirá-los da escuridão do abuso”.

Fonte: MP MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MINISTÉRIO PÚBLICO MT

Deputado convida PGJ a participar de reunião e audiência pública na AL

Publicados

em

Por

Ao ser convidado pelo deputado Gilberto Catanni (PL) para participar nesta quinta-feira (7), na Assembleia Legislativa, de dois eventos organizados pelo parlamentar, um sobre o funcionamento das casas terapêuticas de atendimento a dependentes de drogas no estado, e outro sobre a necessidade de uma regulamentação da destinação de recursos públicos para financiar shows musicais e outros eventos artísticos, o procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira se comprometeu a enviar representantes do MPMT, dada a importância dos temas a serem abordados. O procurador não poderá estar presente porque viaja nesta quinta-feira para Rondonópolis, onde participará, na sexta-feira, da inauguração da nova sede das Promotorias de Justiça do município.

Pela manhã, na Assembleia Legislativa, será realizada uma reunião para tratar das casas terapêuticas, enquanto à tarde ocorrerá uma audiência pública sobre a destinação de recursos estaduais e municipais a eventos culturais.Reunidos no Gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça, o procurador-geral e o deputado trocaram ideias e opiniões, ambos concordando com a necessidade de se aprofundar o debate sobre os dois assuntos.

Leia Também:  Conselho aprova propostas de mudanças na LC 560 feitas pelo MPMT

O procurador-geral José Antônio Borges Pereira, que recentemente orientou os promotores que atuam na área da probidade administrativa a acompanhar e, se necessário, investigar possíveis irregularidades na destinação de verbas por prefeituras municipais para financiar eventos culturais, disse não ser contra o incentivo do poder público ao setor cultural. “Não sou contra o poder público apoiar financeiramente eventos culturais, ao contrário, mas desde que sejam priorizados eventos de artistas e produtores culturais do nosso estado, que precisam de apoio, e, por outro lado, que a destinação das verbas seja proporcional à capacidade financeira de cada município. O que não podemos aceitar é o município destinar valores acima da sua capacidade financeira, comprometendo, inclusive, o custeio e os investimentos que precisam ser feitos em áreas essenciais, como saúde e educação”.

Fonte: MP MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

CIDADES6 horas atrás

Ciclista de 70 anos morre atropelado na Estrada da Guia

Veículo Fiat Toro trafegava na via quando o ciclista cruzou a rodovia, sendo atingido pelo veículo que não conseguiu evitar...

CIDADES6 horas atrás

Homem embriagado bate em viatura da polícia e tenta tirar a vida na delegacia

Após bater na viatura, o homem perdeu o controle do veículo e bateu em um muro de uma residência.

CIDADES6 horas atrás

Municípios de MT retomam uso obrigatório de máscaras de proteção em locais fechados

Os municípios de Rondolândia e Poconé, por exemplo, publicaram um novo decreto obrigando novamente o uso da proteção.

CIDADES6 horas atrás

Prefeitura de Nobres adquire mais três veículos dentro do processo de renovação da frota

Assessoria A administração municipal de Nobres acaba de adquirir mais três veículos, da marca Fiat, que foram já foram entregues...

CIDADES13 horas atrás

Homem passa mal em casa e morre de infarto no hospital em Nobres

Noticias Nobre Antônio Machado de 67 anos de idade morador do Centro de Nobres veio a óbito no começo da...

CIDADES1 dia atrás

Polícia Civil prende mulher após furtar dinheiro de idoso em Diamantino

Uma mulher que furtou R$ 500 de um idoso em Diamantino (208 km a médio norte de Cuiabá), foi presa...

CIDADES2 dias atrás

Jovem arromba loja de roupas e acaba preso em flagrante pela PM em Nova Mutum

Redação e fotos de Djeferson Kronbauer – Powermix A Polícia Militar prendeu na madrugada desta terça-feira (05), por volta das...

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: