conecte-se conosco


Geral

Juranda ganhou a primeira unidade do Brasil do “Mais BB Agronegócios”

Publicados

em

Com a presença da alta cúpula do Banco do Brasil de Brasília e do Paraná, Juranda ganhou na última terça-feira, 24, a primeira loja do Brasil do “Mais BB Agronegócios”, numa parceria com a Safra Consultoria Agrícola.

A Loja “Mais BB Agronegócios” é uma proposta do Banco do Brasil de oferecer um atendimento personalizado aos clientes que tem suas atividades voltadas a agricultura e ao agronegócio, possibilitando com isso oferecer um atendimento mais próximo do agricultor, conforme salienta o Ricardo Correa Molina, empresário que há cerca de 10 anos atua na direção da Safra Consultoria Agrícola e que está à frente da “Safra Mais BB Agronegócio”, instalada ao lado da Agência do Banco do Brasil, defronte a rodoviária.

O descerramento da fita pelo empresário Ricardo Molina e a prefeita Leila Amadei e representantes do BB

Uma loja que atua diretamente com o Banco do Brasil na área do agronegócio. Trata-se de um projeto Modelo do Banco do Brasil que será estendida para todo o país.

 

 

 

O diretor do BB, Thompson César, veio de Brasília para prestigiar a importante solenidade

Leia Também:  Cuiabano faz locutor mandar abraço para Poconé em semifinal do Mundial

A escolha de Juranda para instalar a unidade piloto do “Mais BB Agronegócios” foi em razão do potencial de Juranda no agronegócio, mas também parceria com a Safra Consultoria Agrícola, que pela seriedade com que atuam juntos aos seus clientes levou o Banco do Brasil a optar pela escolha da Safra Consultoria Agrícola para celebrar a parceria com a “Mais BB Agronegócios”, que se transformou na primeira unidade instalada no Brasil.

ATENDER O PRODUTOR. A proposta da “Safra Mais BB Agronegócios”, é oferecer um atendimento das 8:00 às 18:00 horas, e, além dos finais de semana, que o produtor tem a equipe da Safra Mais BB Agronegócios a disposição para atender os clientes na própria propriedade, agilizando a liberação das cédulas rurais.

 

 

Será um canal 24 horas a disposição dos clientes, conforme assegura Ricardo Correa Molina, proprietário da Loja “Safra Mais BB Agronegócios”, a primeira unidade do Brasil a ser instalada, e, justamente na cidade de Juranda. Uma importante conquista para os produtores rurais não só de Juranda como da região.

Leia Também:  Elon Musk suspende compra do Twitter e ações da rede social despencam

Ricardo Correa Molina, da Safra Consultoria Agrícola, está á frente da loja Safra Mais BB Agronegócio

PRESENÇAS.. A importância da inauguração da primeira loja “Safra Mais BB Agronegócios” no Brasil em Juranda foi marcada por importantes lideranças ligadas ao Banco do Brasil. Dentre eles, Thompson Cesar Soares Pereira, Diretor de Atendimento do Banco do Brasil, que representou a presidência do Banco do Brasil, de Brasília.

Presente também o superintendente do Banco do Brasil no Paraná, Fabrício Casali Reis, que assim como o diretor Thompson destacou a importância que representa para o Banco do Brasil estar presente em Juranda com a primeira loja “Safra Mais BB Agronegócios”.

 

 

Presente também a prefeita Leila Amadei, a vice-prefeita Joelma, vereadores, lideranças ruralistas, empresários comerciais e representantes das agências do BB da região, que marcaram presença no importante projeto que tem a frente a parceria da Safra Consultoria Agrícola e o Banco do Brasil.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Geral

Mulher é comida pelos 20 gatos de estimação após morrer em casa

Policiais russos encontraram o corpo da mulher, não identificada, parcialmente devorado

Publicados

em

Por

Reprodução/The Sun

Hora 7 – R7

O corpo de uma mulher foi devorado parcialmente pelos 20 gatos de estimação dela. A descoberta foi feita por policiais, que encontraram o corpo cerca de duas semanas após a morte, em casa.

O caso ocorreu em Bataysk, na Rússia, e as autoridades não revelararam a identidade nem a idade da vítima. Um dos subordinados dela em uma empresa ligou para a polícia, pois não conseguia falar com a vítima havia alguns dias.

“Os gatos foram deixados sozinhos por duas semanas e não havia comida. Então, o que mais comer?”, opinou um especialista encarregado de cuidar dos animais — a maioria deles da raça maine coon, a maior raça de gatos domésticos do mundo.

“É compreensível, né? Eles comeram o que tinha”, completou o especialista em entrevista à agência de conteúdo Newsflash

A maioria dos gatos foi descrita como saudável e alguns deles foram vendidos por cerca de R$ 180 (1.968 rublos), o que mostra que o capitalismo realmente não tem limites. Não foi informado se os compradores sabem do gosto por carne humana que os felinos podem ter adquirido.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cuiabano faz locutor mandar abraço para Poconé em semifinal do Mundial
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: