conecte-se conosco


CIDADES

Jovem de 19 anos que morou em Acorizal morre de covid-19, e é sepultada em Leverger

Publicados

em

A jovem Ellen das Neves Rosa de 19 anos foi sepultada no final da manhã desta segunda-feira (22), no Cemitério Municipal de Santo Antônio de Leverger. Ellen chegou a residir com sua mãe e o padrasto na comunidade de Ribeirão do Prata (25 km), da sede do município de Acorizal (62 km ao norte de Cuiabá), mas mantinha suas raízes familiares (pai biológico, avós paternos e maternos) na cidade de Leverger.

Segundo o secretário municipal de Saúde de Acorizal, Adão Nepomuceno, a familia  recebeu todo apoio da equipe de Saúde da prefeitura. Logo após os primeiros sintomas da doença, a jovem passou por exames que constataram seu grave quadro de saúde. Diante disso, no último dia 15/02, ela foi internada numa UTI do Hospital Santa Casa de Cuiabá, e na quarta-feira (17), ela foi intubada com 70% da capacidade pulmonar comprometida pelo novo coronavírus.

Adão revelou na noite desta segunda-feira (22), a reportagem do Notícias da Baixada, que a secretaria continua monitorando os membros da mesma família, o padrasto (L.E.S. – 42 anos de idade) contraiu a Covid-19, e na próxima quarta-feira (24), a mãe (E.N.), vai fazer o teste da Covid.

Leia Também:  Pastores que estavam desaparecidos são encontrados carbonizados dentro de carro

O secretário informou que nesta segunda-feira, dezesseis pessoas testaram positivo no município.

Veja os dados da Covid em Acorizal até esta segunda-feira.  

Em Mato Grosso, outras 25 pessoas morreram vítimas da covid-19 nas últimas 24 horas em Mato Grosso. Dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) apontam que o estado já notificou mais de 242,8 mil contágios pela doença.

Do total de casos registrados, em mais de 228,6 mil ocorrências as pessoas infectadas já se recuperaram do vírus. Contudo, outras 7.398 seguem em isolamento domiciliar enquanto 1.055 estão internadas.

Hoje, Mato Grosso contabiliza 327 internações em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), que têm taxa de ocupação de 74%. Ao mesmo tempo, 309 enfermarias também estão em uso, o que representa 36% do total de leitos disponíveis.

Cuiabá, Rondonópolis e Várzea Grande são as cidades mato-grossenses com maior número de contágios registrados. Porém, municípios do interior ainda lideram com as mais altas taxas de mortalidade pelo vírus.

Leia Também:  PM de Arenápolis prendeu homem embriagado que tentou agredir mulher

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil já registrou mais de 10,1 milhões de contágios pela doença, dos quais em cerca de 246,5 mil casos as vítimas não resistiram e morreram.

Fonte: Notícias da Baixada – Com Informações da Sec. de Saúde de Acorizal

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Falta de certidões impede Acorizal de receber recursos

Inadimplência pode fazer com que salários não sejam pagos em Acorizal

Publicados

em

Por

Por Folhamax

O município de Acorizal enfrenta sérias dificuldades devido à falta de certidões que impossibilitam o recebimento de emendas parlamentares e repasses federais. Porém, se engana quem pensa que essa situação atinge apenas a Prefeitura.

O Legislativo do município encontra-se com a mesma pendência, sem poder receber repasses do duodécimo por falta de certidão, graças à ineficiência do antigo presidente da Casa, Diego Taques (PSD), que durante seu mandato à frente da Mesa Diretora da Câmara, não prestou contas da DCTF (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) à Receita Federal do ano de 2019, o que fez com que o CNPJ ficasse inapto. A pendência vem sendo solucionada pela atual gestão da Câmara, que vem prestando as informações e declarou que em um prazo de 24 horas o CNPJ novamente estará ativo e poderá receber o repasse e fazer o pagamento da folha salarial dos funcionários, que penam pela falta de capacidade administrativa do antigo gestor Diego Taques, que hoje disputa a eleição suplementar para prefeito de Acorizal.

Leia Também:  Pastores que estavam desaparecidos são encontrados carbonizados dentro de carro

Nos corredores da Câmara Municipal, os servidores se encontram revoltados, com a ameaça de não recebimento de seus salários com o não repasse do duodécimo. O ex-prefeito Meraldo Sá, que atua como “por voz” da campanha de Diego, chegou a gravar vídeos em redes sociais para dizer que vai regularizar as certidões pendentes.

Porém, a promessa vem causando estranheza junto ao eleitorado, sabedor que essa situação que vem impedindo um maior desenvolvimento do município se deve, exatamente, a esses ex-gestores, que deixaram de prestar informações aos órgãos de controle, levantando suspeita de objetivos não republicanos, devido à falta de transparência.

OUTRO LADO

O ex-prefeito Meraldo Sá explicou que deixou a prefeitura há mais de 10 anos. Recorda que neste período executou 380 obras investindo R$ 50 milhões.

Segundo ele, a atual gestão de Benna Lemes (DEM) tem sido “incompetente” e tenta transferir responsabilidade. Ele explica que o prefeito inchou a folha salarial e, por isso, está dando desculpa para não quitar os salários.

Leia Também:  NOBRES: Jovem passa mal em tabacaria no Jardim Petrópolis

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA MT

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA