conecte-se conosco


VARIEDADES

Idoso parado em blitz apresenta ‘carteira de habilitação’ de Padre Cícero e Frei Damião

Sem capacete, ele pilotava moto sem placa nem retrovisor. Idoso disse aos policiais que comprou documento em Juazeiro do Norte (CE), e que vendedor garantiu que era válido em todo o país.

Publicados

em

Um idoso de 62 anos parado em uma blitz de trânsito na AL-210, em Paulo Jacinto, nesta quarta-feira (10), apresentou “carteira de habilitação” com nomes e fotos de Frei Damião e Padre Cícero. Segundo a polícia, ele pilotava uma motocicleta sem capacete, sem placa e sem retrovisor.

De acordo com o tenente-coronel Liziário, comandante do Batalhão de Polícia Rodoviário (BPRv), ao ser informado de que a carteirinha dos religiosos não valia como Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o idoso explicou que tinha ido a Juazeiro do Norte (CE) há oito meses e viu uma barraca que vendia objetos religiosos. Na barraca, o vendedor disse a ele que o documento era válido em todo o território nacional.

“As equipes orientaram que aquilo ali [a carteira] não existia, que ele foi enganado. Mas o homem alegou que estava certo e discutiu com a guarnição. Ele fez a maior confusão com a equipe achando que o vendedor estava certo. Acho que o rapaz vendeu a carteira porque viu que o homem era de certa idade, um pouco ingênuo”, disse o coronel Liziário.

Leia Também:  'BBB 22': Linn da Quebrada vence a prova do líder

O “documento” é uma peça única com dois lados diferentes. Em um deles há nome, foto e ano de nascimento do Frei Damião, frade italiano radicado no Brasil que faleceu em 1997. Do outro lado, informações semelhantes referentes a Padre Cícero, sacerdote brasileiro que faleceu em 1934. Ambos são muito reverenciados por católicos do Nordeste.

Carteira de habilitação falsa traz nome, foto e ano de nascimento de Padre Cícero, além de números fictícios de RG e CPF

É comum a venda de imitações de documentos com foto de Padre Cícero como ‘lembrancinhas’ da cidade em Juazeiro do Norte. O município é tradicionalmente ponto de grandes eventos religiosos no estado, o que motiva o comércio de produtos alusivos a Padre Cícero e a santos.

Segundo a polícia, o idoso ainda levava com ele na moto a neta de apenas 7 anos. Ele recebeu apenas notificações de trânsito, mas não foi preso por uso de documento falso porque os policiais entenderam que a carteirinha era apenas uma lembrança religiosa.

Leia Também:  João Guilherme coleciona namoros e ficadas com famosas

O idoso também não tinha o documento da motocicleta, mas tinha uma nota fiscal que comprovava que ela tinha sido comprada por ele.

“Ele recebeu todas as notificações que preconizam o CTB [Código de Trânsito Brasileiro], mas como nós estávamos sem o guincho, nós não recolhemos a moto dele. E como a gente viu a situação, já um senhorzinho com criança, a gente colocou a moto em cima da caminhonete, colocamos os dois na viatura e levamos até a residência dele”, informou o comandante do BPRv.

Fonte: IstoÉ

Carteira de habilitação falsa traz nome, foto e ano de nascimento de Padre Cícero, além de números fictícios de RG e CPF

Carteira de habilitação falsa traz nome, foto e ano de nascimento de Padre Cícero, além de números fictícios de RG e CPF

Carteira de habilitação falsa traz nome, foto e ano de nascimento de Padre Cícero, além de números fictícios de RG e CPF

Carteira de habilitação falsa traz nome, foto e ano de nascimento de Padre Cícero, além de números fictícios de RG e CPF

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

VARIEDADES

Simony festeja 46 anos com filhos e ex-marido, o rapper Afro-X

Publicados

em

Por

Simony festeja os 46 anos com família
Reprodução/Instagram – 04.07.2022

Simony festeja os 46 anos com família


Simony festejou seus 46 anos com uma festa em São Paulo com os filhos e o ex-marido, o rapper Afro-X, com quem ela foi casada no início dos anos 2000.

+ Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

Os dois se conheceram nos anos 2000, quando ele estava preso e cumpria pena por assalto à mão armada, e tiveram dois filhos, Ryan, de 20 anos, e Aysha, de 18, que aparecem com eles na foto acima.


Atualmente, Simony está noivo, o cantor Felipe Rodriguez. Já Afro-x, de 48 anos, se casou em dezembro com a arquiteta Roberta Ronise, de 25 anos, que também foi na festa de aniversário da cantora.

+ Siga também o perfil geral do Portal iG no Telegram [!

Em fevereiro, Simony relembrou seu casamento com o rapper Afro-X em entrevista ao podcast “Papagaio falante”, apresentado por Sérgio Mallandro. A cantora do grupo “Balão Mágico” conta que conheceu o rapper no show dos Racionais MC, em São Paulo, e que, na ocasião, não sabia que ele estava preso.

Leia Também:  'BBB 22': Vyni mora com avó em casa simples onde gravava vídeos

“Quando eu o conheci, não sabia que ele era ladrão de banco. (…). Ele disse que estava preso. Eu falei: ‘ah, preso nada’. E não é que ele estava preso mesmo?. Comecei a me envolver e quando eu vi já estava lá dentro da cadeia”, disse ela, afirmando que foi bastante julgada pelo relacionamento.

“Eu fui no linchamento do Brasil, a pessoa mais linchada que você pode imaginar. Eu na época, fui linchada… (…). Eu já estava grávida e queria desistir (do relacionamento). E pensei: o que vou fazer da minha vida agora? Fui muito julgada. Fui massacrada. (…) As pessoas me julgavam muito, grampearam o meu telefone e acharam até que eu era do crime organizado”, lembra.

Na ocasião, Simony afirma que não teria o mesmo comportamento hoje. “Me vendo hoje, eu não faria, e penso: ‘a Simony era muito louca’. (…) Foi uma história muito bonita, mas que me deu muitos problemas pessoais. Acho que eu fui muito corajosa, porque eu não precisava aparecer por conta disso. Foi um relacionamento que deu certo quando tinha que dar”.

Leia Também:  Boninho almoça com Bianca Andrade e fãs especulam projeto: 'Vem aí!'

Ela ainda lamenta que seus filhos e Afro-X sejam julgados até hoje. “O que ele fez ou deixou de fazer, ele já cumpriu, já pagou. Eu não tenho nada com a vida que ele teve. (…). Ele hoje está casado e esteve lá em casa com a esposa dele… (…) Quero que as pessoas hoje olhem para os meus filhos e não os julguem, e nem me julguem, nem a ele, porque ele já pagou. Quem sou eu para julgar alguém? Acho que precisa existir um respeito. Ele é pai dos meus filhos. Meus filhos sabem a história do pai desde que são crianças, porque eu fiz questão de contar para que eles não fossem julgados na escola. Eu arrumei a cabecinha dos meus filhos para que eles conhecessem a história do pai, e eu segurei no peito. Ninguém segurou por mim”.

Durante a entrevista, ela lembra que estava visitando o marido na cadeia na época que aconteceu uma rebelião. “Fiquei 48h presa lá dentro. Deu medo a hora que eu vi o choque bater nas pernas e eu falei: ‘agora eu vou morrer'”.

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: