conecte-se conosco


Geral

Homem vai preso após bater e ameaçar a própria mãe de morte em Umuarama

Ele quebrou móveis da loja onde ela trabalha e a xingou

Publicados

em

Um homem foi preso no início da noite dessa segunda-feira (30) após ameaçar a própria mãe de morte na avenida Zaeli, em Umuarama. O homem chegou a agredir a vítima com socos e chutes e foi detido por equipes do 25º Batalhão de Polícia Militar (25º BPM).
Segundo informou em nota o 25º BPM a própria vítima acionou as equipes. Ela informou que o filho entrou na sua loja e começou a perturbá-la. Ela pediu para que ele fosse embora senão chamaria a polícia e isso o irritou.


O homem xingou e ameaçou a vítima dizendo que buscaria um revólver. Na sequência quebrou vários móveis do local e partiu para cima da própria mãe desferindo golpes que causaram lesões, segundo a Polícia Militar (PM).
O acusado fugiu na sequência, mas foi localizado pelos policiais que o levaram preso. A mãe foi encaminhada à sede da 7ª Subdivisão Policial (7ª SDP) para representar contra o agressor.

 

Obemdito

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo do Estado "Ratinho Jr" projeta investir R$ 8,7 bilhões em 2020
Propaganda

Geral

Mulher é comida pelos 20 gatos de estimação após morrer em casa

Policiais russos encontraram o corpo da mulher, não identificada, parcialmente devorado

Publicados

em

Por

Reprodução/The Sun

Hora 7 – R7

O corpo de uma mulher foi devorado parcialmente pelos 20 gatos de estimação dela. A descoberta foi feita por policiais, que encontraram o corpo cerca de duas semanas após a morte, em casa.

O caso ocorreu em Bataysk, na Rússia, e as autoridades não revelararam a identidade nem a idade da vítima. Um dos subordinados dela em uma empresa ligou para a polícia, pois não conseguia falar com a vítima havia alguns dias.

“Os gatos foram deixados sozinhos por duas semanas e não havia comida. Então, o que mais comer?”, opinou um especialista encarregado de cuidar dos animais — a maioria deles da raça maine coon, a maior raça de gatos domésticos do mundo.

“É compreensível, né? Eles comeram o que tinha”, completou o especialista em entrevista à agência de conteúdo Newsflash

A maioria dos gatos foi descrita como saudável e alguns deles foram vendidos por cerca de R$ 180 (1.968 rublos), o que mostra que o capitalismo realmente não tem limites. Não foi informado se os compradores sabem do gosto por carne humana que os felinos podem ter adquirido.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Brasil vive novo surto de dengue e já iguala casos de 2021
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: