conecte-se conosco


POLICIAL

Homem mata amante da esposa; corta pênis e coloca na boca dele em MT

Publicados

em

Um homem identificado como José Otaviano Ferreira Filho, 58 anos, foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira (10) em uma propriedade rural às margens da MT-270, em Rondonópolis (212 km de Cuiabá).

O homem teve o pênis cortado e colocado dentro da boca. A vítima também estava com várias perfurações de faca pelo corpo e sinal de um golpe de machado na cabeça.

O corpo foi encontrado por vizinhos, que acionaram a Polícia Militar. As equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Polícia Civil também estiveram no local. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia.

Segundo informações, José teria mantido relação sexual com uma mulher casada e o principal suspeito do crime é o esposo da mulher.

O suspeito do crime não foi localizado até o momento. O caso foi registrado e será investigado.

Terra MT Digital

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Motociclista fica gravemente ferida em Nobres após perder controle de moto em curva
Propaganda

POLICIAL

Paccola diz que matou agente penal por legítima defesa para neutralizar ameaça

Paccola deu voz de prisão, mas o homem não se rendeu, e teria feito um movimento em direção ao vereador, que reagiu atirando.

Publicados

em

Por

RepórterMT

O vereador de Cuiabá, tenente coronel Marcos Paccola emitiu nota explicando as circunstâncias que o levaram a atirar e matar um homem na região do Goiabeiras, na noite de sexta-feira (01). Ele alegou que agiu em legítima defesa e lamentou a morte.

O homem que morreu foi identificado como sendo um agente penal do Complexo Pomeri, chamado de Japão. Ele, segundo o parlamentar, estava armado, ameaçando matar uma mulher.

O vereador disse que passava pelo local, quando viu várias pessoas aglomeradas, relatando que o homem estava fora de controle, ameaçando populares e dizendo que iria matar a mulher Paccola deu voz de prisão, mas o homem não se rendeu, e teria feito um movimento em direção ao vereador, que reagiu atirando.

Na nota Paccola diz que agiu para neutralizar a ameaça.

“No dever de proteger, agiu da forma que foi treinado e neutralizou a ameaça em legítima defesa própria e de terceiros, ele agiu efetuando disparos contra o indivíduo, que infelizmente foi a óbito (…) A perda de uma vida é sempre irreparável, porém o dever de servir e proteger está acima de qualquer situação, o treinamento do Tenente Coronel Paccola permitiu que que os danos aos presentes e a sociedade fossem minimizados e que todas as demais vidas fossem preservadas”, destacou a nota.

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  25 cães morrem sufocados após serem deixados dentro de carro
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: