conecte-se conosco


POLICIAL

Homem é preso com arma de fogo e 14 munições em Ribeirão Cascalheira

Publicados

em

Policiais militares do Batalhão Ambiental prenderam um homem de 26 anos por porte ilegal de arma de fogo, na tarde desta terça-feira (07.06), no município de Ribeirão Cascalheira. Na ação, uma arma tipo rifle carabina de calibre 38 e 14 munições foram apreendidas.

Por volta de 14h, durante patrulhamento fluvial no Rio das Mortes, em conjunto com uma equipe de fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), os policiais militares pararam em uma propriedade ao notarem uma movimentação suspeita.

No local, a equipe foi recebida pelo suspeito, que se apresentou como caseiro da propriedade. Questionado sobre a presença de algum material ilícito, revelou que havia uma arma de fogo dentro de uma caminhonete L200 Triton, estacionada no local.

Em vistoria no veículo, a arma de fogo foi localizada junto com as 14 munições. Questionado sobre a documentação do armamento, o suspeito revelou não possuir porte de arma, pois a arma teria sido deixada no local por um pescador.

Leia Também:  Segurança Pública deflagra Operação Integrada Força Total em Sinop

Diante da situação, o suspeito foi conduzido à Delegacia de Ribeirão Cascalheira, junto com o material apreendido, para registro da ocorrência e demais providências pertinentes que o caso requer.

Disque-denúncia  

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.

Fonte: PM MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Estado vai pagar até R$ 50 mil de recompensa a quem der informações sobre crimes em MT

O dinheiro vai para quem colaborar de forma anônima ou não, e será pago pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp).

Publicados

em

Por

G1 MT

Um decreto assinado pelo governador Mauro Mendes (União Brasil) regulamenta o pagamento de recompensa a quem der informações que possam ajudam em investigações criminais em Mato Grosso. O valor máximo a ser pago é de R$ 50 mil. O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado que circula nesta sexta-feira (1º). O texto já está em vigor.

O dinheiro vai para quem colaborar de forma anônima ou não, e será pago pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp).

As informações constam do decreto que regulamenta a aplicação da lei de janeiro de 2020, de autoria do deputado estadual Silvio Fávero, que morreu no ano passado, vítima de covid-19.

“Considera-se pagamento de recompensa a retribuição sob forma de pecúnia, em espécie, havendo reserva orçamentária para esse fim, pelo oferecimento de informações que sejam úteis, concretas e capazes de auxiliar as instituições de segurança pública na prevenção, repressão ou apuração de crimes ou ilícitos administrativos, bem como na prisão de infratores da lei foragidos”, diz trecho do decreto.

Os valores a serem pagos serão determinados pela Comissão de Pagamento de Recompensa, sendo limitados a R$ 50 mil, levando em conta a complexidade da investigação, as despesas das diligências policiais realizadas, a repercussão social do crime, o nível de periculosidade do foragido em questão, entre outros aspectos.

Leia Também:  Autor de roubos cometidos na região nordeste de MT tem prisão cumprida no Tocantins

A Comissão de Pagamento será formada por membros das polícias Civil, Militar e Penal, Superintendência Financeira da Sesp, Ministério Público do Estado e Procuradoria Geral do Estado.

O pagamento da recompensa também será feito para as pessoas que ajudarem na prevenção de crimes “de grande repercussão social que precisam de atuação imediata”.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: