conecte-se conosco


MATO GROSSO

Governo lança licitações para asfaltar mais 90 km de rodovias em Mato Grosso

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) lançou seis licitações para asfaltar 90 quilômetros de rodovias e construir duas novas pontes de concreto em Mato Grosso. No total, o Governo do Estado prevê um investimento de R$ 144,87 milhões com a realização dessas obras.

Será asfaltado um trecho de 38,2 km da MT-242 entre os municípios de Itanhangá e Brasnorte. A obra será realizada entre o fim do asfalto em Itanhangá, até a balsa sobre o Rio Arinos. A obra está orçada em R$ 51,1 milhões e a abertura das propostas será realizada no dia 14 de junho.

O Governo de Mato Grosso já está investindo R$ 14 milhões na construção de uma ponte de concreto de 240 metros no local, para substituir a balsa, e asfaltando outro trecho de 16 km da rodovia. Com os investimentos em execução e planejados, a MT-242 se tornará uma nova rota asfaltada, ligando os municípios de Sorriso, Ipiranga do Norte e Itanhangá até o distrito de Brianorte.

Outra obra a ser realizada é a implantação de 32,1 km de asfalto novo na MT-430 na região do Xingu. O Governo planeja investir R$ 49,7 milhões para asfaltar o trecho entre o entroncamento da MT-437 até o Posto Bituca, no entroncamento com a MT-322. A licitação da obra está marcada para ser realizada no dia 23 de junho.

Leia Também:  Ministro Onyx Lorenzoni destaca ações do Governo de MT: "gestão que tem dado boas respostas"

No município de Água Boa, a Sinfra-MT irá licitar o asfaltamento de 16,3 km da MT-240, entre o fim do asfalto e o entroncamento com a MT-414. A obra está orçada em R$ 22,7 milhões, com a sessão de licitação marcada para o dia 14 de junho.

“O Governo de Mato Grosso realiza obras em todos os cantos do Estado, facilitando o desenvolvimento das cidades. E para todas essas licitações que a Sinfra-MT está lançando, o dinheiro já está garantido”, afirmou o secretário de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira.

Por fim, será asfaltado um trecho de 3,3 km da MT-107, no município de General Carneiro. A licitação será realizada no dia 15 de junho, com um valor de referência de R$ 6,8 milhões.

Pontes

O Governo de Mato Grosso vai construir uma ponte de 153 metros de extensão sobre o Rio das Mortes, na divisa entre os municípios de General Carneio e Novo São Joaquim. O orçamento para esta obra é de R$ 11 milhões e a licitação será realizada no dia 28 de junho.

Leia Também:  Mulher leva socos no rosto tem virilha mordida pelo marido bêbado em Sinop

Outra ponte de concreto será construída sobre o Rio da Casca, na MT-515, em Chapada dos Guimarães. Com 50 metros de extensão, o valor da ponte é estimado em R$ 3,3 milhões e irá estimular o turismo na região. A sessão de abertura das propostas será no dia 20 de junho.

Todas as licitações serão realizadas na modalidade de Regime Diferenciado de Contratação (RDC), em lote único e com critério de menor preço.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Estado vai pagar até R$ 50 mil de recompensa a quem der informações sobre crimes em MT

O dinheiro vai para quem colaborar de forma anônima ou não, e será pago pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp).

Publicados

em

Por

G1 MT

Um decreto assinado pelo governador Mauro Mendes (União Brasil) regulamenta o pagamento de recompensa a quem der informações que possam ajudam em investigações criminais em Mato Grosso. O valor máximo a ser pago é de R$ 50 mil. O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado que circula nesta sexta-feira (1º). O texto já está em vigor.

O dinheiro vai para quem colaborar de forma anônima ou não, e será pago pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp).

As informações constam do decreto que regulamenta a aplicação da lei de janeiro de 2020, de autoria do deputado estadual Silvio Fávero, que morreu no ano passado, vítima de covid-19.

“Considera-se pagamento de recompensa a retribuição sob forma de pecúnia, em espécie, havendo reserva orçamentária para esse fim, pelo oferecimento de informações que sejam úteis, concretas e capazes de auxiliar as instituições de segurança pública na prevenção, repressão ou apuração de crimes ou ilícitos administrativos, bem como na prisão de infratores da lei foragidos”, diz trecho do decreto.

Os valores a serem pagos serão determinados pela Comissão de Pagamento de Recompensa, sendo limitados a R$ 50 mil, levando em conta a complexidade da investigação, as despesas das diligências policiais realizadas, a repercussão social do crime, o nível de periculosidade do foragido em questão, entre outros aspectos.

Leia Também:  Gefron causou prejuízo de R$ 150 milhões ao crime nos primeiros cinco meses de 2022

A Comissão de Pagamento será formada por membros das polícias Civil, Militar e Penal, Superintendência Financeira da Sesp, Ministério Público do Estado e Procuradoria Geral do Estado.

O pagamento da recompensa também será feito para as pessoas que ajudarem na prevenção de crimes “de grande repercussão social que precisam de atuação imediata”.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: