conecte-se conosco


MATO GROSSO

Governador: “Chromebooks e TVs vão melhorar a aprendizagem e conectar nossos estudantes ao mundo”

Publicados

em

O governador Mauro Mendes afirmou que os 30 mil chromebooks e as 1.500 TVs Smart entregues à rede estadual de ensino vão “melhorar a aprendizagem e conectar nossos estudantes ao mundo”.

A entrega iniciou na manhã desta quarta-feira (01.06), na Escola Estadual Militar Dom Pedro II – Presidente Médici, em Cuiabá.

A previsão é que até o final do ano mais de 120 mil chromebooks serão disponibilizados para uso dos estudantes, e todas as salas de aula das 741 escolas estaduais contarão com a TV Smart de 65 polegadas. 

“Os chromebooks e as TVs vão ajudar a melhorar a aprendizagem e conectar nossos estudantes ao mundo, trazendo tecnologia e novos recursos pedagógicos aos professores”, destacou o governador.

Mauro Mendes lembrou que, além disso, o Governo de Mato Grosso tem repassado recursos, desde o ano passado, para que todos os professores possam comprar notebook e plano de internet. 

“Esses investimentos vão tornar a aula mais atrativa e com muito mais conectividade. Os professores poderão abrir o Youtube, aprofundar os assuntos em tempo real, criar dinâmicas que façam com que os alunos retenham melhor o conhecimento. Isso é parte de uma estratégia para que em cinco anos tenhamos uma das melhores educações do país”, completou.

Leia Também:  Detran-MT orienta sobre forma correta de usar películas em vidro de veículos

Ainda nesta manhã, o governador autorizou reformas em 52 escolas de Cuiabá e Várzea Grande e vistoriou a obra que já está em andamento na Presidente Médici.

Ao todo, os investimentos nos equipamentos e nas reformas ultrapassam a cifra de R$ 120 milhões.

Também participaram do evento: os deputados estaduais Wilson Santos e Elizeu Nascimento; os secretários de Estado Alan Porto (Educação), Rogério Gallo (Casa Civil), Laice Souza (Comunicação), Teté Bezerra (Agricultura Familiar), Maurício Munhoz (Ciência, Tecnologia e Inovação) e Jefferson Neves (Cultura, Esporte e Lazer); e os comandantes gerais Alexandre Mendes (Polícia Militar) e Alessandro Borges (Corpo de Bombeiros).

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Com três usinas de energia solar fotovoltaica, Unemat economizará mais de meio milhão de reais por ano

Publicados

em

Por

 

(Foto: Acervo Ages Consultoria/Clailton G. de A. Júnior)


Os campi de Barra do Bugres, Tangará e Sinop, da Universidade Federal de Mato Grosso (Unemat), passaram a contar com usinas de energia solar fotovoltaica, cujo resultado positivo será a redução entre 20% e 40% (ou entre R$ 500 mil e R$ 700 mil anuais) em sua conta de energia elétrica.

Segundo o pró-reitor de Planejamento e Tecnologia da Informação, Luiz Fernando Ribeiro, a implantação de três usinas (uma em cada campus) teve custo zero, uma vez que a instituição de ensino superior foi selecionada, em 2020, pela concessionária de energia em Mato Grosso (Energisa) na Chamada Pública de Projetos (CPP), do Projeto de Eficiência Energética, que bancou o investimento de R$ 1,5 milhão.  

Em 2021, a Unemat foi novamente contemplada pela CPP, cujo resultado foi divulgado em fevereiro deste ano, desta vez com investimentos de R$ 2,5 milhões. Em fase de assinatura de contrato, outras duas usinas de energia solar fotovoltaica serão construídas nos campi de Alta Floresta e Pontes e Lacerda.      

Responsável pelo acompanhamento do Projeto de Eficiência Energética na Unemat, o professor e engenheiro eletricista Marcelo Gouveia Sebastião explica que, em linhas gerais, a proposta é substituir equipamento de baixa eficiência energética por outros mais eficientes.” No nosso caso, em energia fotovoltaica”.

Leia Também:  Santo Afonso já tem 100% da área urbana iluminada com lâmpadas de LED

O planejamento da Unemat, em parceria com a concessionária estadual, é estender o Projeto de Eficiência Energética para todos os seus campi, submetendo novas propostas em editais futuros. “É bom lembrar que estas gerações ainda não produzirão energia para que nossas instalações passem a ser autossustentáveis, porque apenas uma parcela da energia será compensada. No entanto, o valor a ser economizada é significativo,” reforçou Gouveia.

O planejamento é estender o PEE a todos os câmpus submetendo novas propostas em editais futuros. “Lembrando que estas gerações não produzirão energia de forma que nossas instalações passem a ser autossustentáveis, apenas uma parcela da energia será compensada”, reforçou Gouveia.

   

Foto 01 – Unemat Campus Sinop                                                                                                                                                                              Foto 02 – Unemat, campus Tangará da Serra                                                                                                                                                            Foto 03 – Unemat, campus Barra do Bugres                                                                                                                                                              Acervo Ages Consultoria/Clailton G. de A. Júnior

Leia Também:  Sema-MT tem 90% de respostas satisfatórias a pedidos da Lei de Acesso à Informação

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: