conecte-se conosco


MATO GROSSO

Gestores educacionais participam de capacitação para o Censo Escolar 2022

Publicados

em

Diretores regionais de educação, coordenadores e professores pedagógicos das 15 Diretorias Regionais de Educação (DREs) participam, em Cuiabá, da formação “Vamos falar sobre o Censo”, no auditório da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT). O evento começou na segunda-feira e termina nesta sexta-feira (10.06).

A capacitação tem como objetivo orientar os educadores quanto ao preenchimento correto de dados para a primeira etapa do Censo Escolar 2022, a Matrícula Inicial. O gestor de cada unidade é o responsável pelas informações declaradas.

A formação é realizada de forma presencial, com parte da programação transmitida pelo canal da Seduc no Youtube. Entre os temas discutidos ao longo da semana, encontra-se cadastro de aluno, normas para a escrituração escolar, criação de turmas, grêmios estudantis e diário de classe eletrônico, além de treinamento para uso do Sistema Educacenso/INEP. 

O Censo Escolar é o principal instrumento de coleta de informações da Educação Básica.  Realizado anualmente, a pesquisa tem como foco conhecer a situação da educação em todo país. Os responsáveis pelas unidades devem colocar as informações no Sistema Educacenso até o dia 1º de agosto. O resultado desta etapa será divulgado no fim do ano.

Leia Também:  "Na história de Ribeirãozinho, é a primeira vez que recebemos tantos investimentos do Governo", afirma prefeito

“Estamos lidando com a principal ferramenta, que proporciona um conhecimento real da situação educacional em Mato Grosso. Por meio do Censo Escolar, podemos acompanhar a efetividade das políticas públicas”, disse o secretário de Educação, Alan Porto.

O evento conta com a participação da secretária adjunta de Gestão Regional, Alcimaria Ataídes; da coordenadora nacional do Censo Escolar, Célia Gedeon; do coordenador do Censo Escolar, Rodrigo Jacob; e da coordenadora da Gestão de Rede, Maíra Nunes Safra.

Sob supervisão de Rui Matos

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Estado vai pagar até R$ 50 mil de recompensa a quem der informações sobre crimes em MT

O dinheiro vai para quem colaborar de forma anônima ou não, e será pago pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp).

Publicados

em

Por

G1 MT

Um decreto assinado pelo governador Mauro Mendes (União Brasil) regulamenta o pagamento de recompensa a quem der informações que possam ajudam em investigações criminais em Mato Grosso. O valor máximo a ser pago é de R$ 50 mil. O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado que circula nesta sexta-feira (1º). O texto já está em vigor.

O dinheiro vai para quem colaborar de forma anônima ou não, e será pago pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp).

As informações constam do decreto que regulamenta a aplicação da lei de janeiro de 2020, de autoria do deputado estadual Silvio Fávero, que morreu no ano passado, vítima de covid-19.

“Considera-se pagamento de recompensa a retribuição sob forma de pecúnia, em espécie, havendo reserva orçamentária para esse fim, pelo oferecimento de informações que sejam úteis, concretas e capazes de auxiliar as instituições de segurança pública na prevenção, repressão ou apuração de crimes ou ilícitos administrativos, bem como na prisão de infratores da lei foragidos”, diz trecho do decreto.

Os valores a serem pagos serão determinados pela Comissão de Pagamento de Recompensa, sendo limitados a R$ 50 mil, levando em conta a complexidade da investigação, as despesas das diligências policiais realizadas, a repercussão social do crime, o nível de periculosidade do foragido em questão, entre outros aspectos.

Leia Também:  Complexo Penitenciário em Várzea Grande oferece educação e qualificação a reeducandos

A Comissão de Pagamento será formada por membros das polícias Civil, Militar e Penal, Superintendência Financeira da Sesp, Ministério Público do Estado e Procuradoria Geral do Estado.

O pagamento da recompensa também será feito para as pessoas que ajudarem na prevenção de crimes “de grande repercussão social que precisam de atuação imediata”.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: