conecte-se conosco


MATO GROSSO

Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério de MT

Caso ocorreu em Alto Garças na terça-feira (12). Segundo a família, o coveiro estava bêbado e disse que não teria obrigação de fazer o serviço.

Publicados

em

Divulgação

A própria família teve que abrir uma cova para enterrar o próprio pai, na tarde de terça-feira (12) após, segundo relato de um dos filhos, não encontrar o coveiro do cemitério de Alto Garças (357 km de Cuiabá).

Segundo a família, o coveiro teria dito que “não tinha obrigação” de fazer o serviço.

O desabafo foi publicado nas redes sociais. A imagem mostra um dos filhos do homem morto cavando no local.

“É um descaso a própria família cavar o buraco para enterrar o nosso pai. Isso é um absurdo. Cadê o prefeito de Alto Garças? Nessas horas não aparece ninguém para falar nada. Estamos indignados com isso. Só Deus para nos consolar neste momento de dor e de tristeza”, relata um dos familiares.

De acordo com a publicação, o fato ocorreu porque não tinha nenhum coveiro no cemitério na hora do enterro. O profissional foi encontrado depois do ocorrido, e estava bêbado.

Nos comentários da publicação, várias pessoas ficaram indignadas com a situação.

“É uma falta de respeito desse coveiro com a família”, comentou uma amiga. Outra pessoa disse “uma vergonha aos responsáveis. Uma dor ainda maior para família. Meus sentimentos”.

Por João Aguiar/RepórterMT

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Quarta-feira (09): Mato Grosso registra 664.854 casos e 14.478 óbitos por Covid-19
Propaganda

MATO GROSSO

Polícia Civil prende integrantes de associação criminosa e apreendem armas de fogo, drogas e munições

Publicados

em

Por

Quatro integrantes de uma associação criminosa foram presos pela Polícia Civil, na sexta-feira (01.07), na zona rural de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), durante investigações continuadas para apurar o duplo homicídio ocorrido no município. 

A ação resultou na apreensão de duas armas de fogo, várias munições e porções de maconha. Os envolvidos foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, associação criminosa e para o tráfico de drogas.

Nas diligências, os policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia, por meio da Divisão de Homicídios, identificaram uma propriedade rural usada pelos suspeitos para planejar os crimes e para se esconderem.

Diante das informações, a equipe foi até o local e, ao se aproximarem, perceberam a presença de alguns indivíduos, que fugiram para dentro de uma área de mata. No interior do imóvel, foram encontradas as armas de fogo, munições, uma tornozeleira eletrônica e porções de maconha.

Na casa também havia uma mulher e uma criança. Um dos presos possui passagem pelos crimes de sequestro, cárcere privado, furto, roubo, corrupção de menores, tráfico de drogas, receptação e lesão corporal. 

Leia Também:  Governador assina ordem de serviço para construção do Hospital Regional de Tangará da Serra

Os suspeitos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, associação criminosa e associação para o tráfico de drogas. Após a confecção dos autos, eles foram colocados à disposição da Justiça.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: