conecte-se conosco


MATO GROSSO

Estado fecha o semestre com apreensão de mais de 160 máquinas e R$ 570 milhões em multas aplicadas por crimes ambientais

Publicados

em

O Estado fechou o primeiro semestre do ano com a apreensão de 162 equipamentos, entre maquinários, tratores e veículos, R$ 570 milhões em multas aplicadas, resultado de 117 operações de combate aos crimes ambientais. Cerca de 51% das multas aplicadas foram por meio de operações in loco e o restante, de modo remoto por imagens de satélite de alta resolução.

O balanço integra dados da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), Polícia Militar (PMMT) e o Corpo de Bombeiros Militar (CBMMT), que fazem parte do Comitê Estratégico para o Combate do Desmatamento Ilegal, a Exploração Florestal Ilegal e aos Incêndios Florestais (CEDIF-MT), com apoio de outras instituições e órgãos estaduais. 

Foram retirados de infratores 53 tratores pneus, 43 tratores esteiras, 47 caminhões e 19 veículos, flagrados em crimes ambientais durante o período. Destes, apenas nove foram inutilizados, por não haver como remover em local de difícil acesso.

A maioria das multas aplicadas é por desmate ilegal, somando R$ 403 milhões. Em seguida, por descumprimento de embargo de área (R$ 41 milhões), exploração florestal ilegal (R$ 37 milhões), fiscalização de estabelecimentos (R$ 19 milhões), descumprimento de notificação (R$ 18 milhões) e queimada ilegal (R$15 milhões).

Leia Também:  Polícia Civil cumpre prisão de autor de tentativa de homicídio ocorrida em 2013

Foram emitidos 1.898 autos de infração de crimes ambientais no período. Colniza está em primeiro lugar no valor de multas aplicadas por crimes ambientais (R$ 52 milhões), seguida por Marcelândia (R$ 50 milhões), Rosário Oeste (R$ 40 milhões), Aripuanã (R$ 25 milhões) e Juara (R$ 24 milhões).

Para a emissão dos alertas de desmate ilegal, é utilizada a plataforma de Imagens de Satélite Planet, que monitora todo o território estadual com imagens de alta resolução. Adquirida em 2019, a ferramenta é financiada pelo Programa REM Mato Grosso. Neste ano, o valor investido no combate aos crimes ambientais soma R$ 60 milhões, que incluem o combate ao desmatamento ilegal e aos incêndios florestais.

Operação Cedif – A Operação continua em todo o Estado. Foram colocadas em campo mais de 31 equipes, compostas por 100 efetivos, para combater crimes ambientais. A Operação Cedif tem este nome por integrar todos os órgãos estaduais e federais, além de instituições parceiras, que fazem parte do Comitê Estratégico para o Combate do Desmatamento Ilegal, Exploração Florestal Ilegal e Aos Incêndios Florestais (Cedif).

Leia Também:  Familiares poderão visitar presos a partir do dia 23 com medidas de segurança

Denúncias
Ao se deparar com crimes ambientais, o cidadão pode fazer denúncias pelo 0800 065 3838, WhatsApp (65) 99321-9997 ou via aplicativo MT Cidadão (disponível para IOS e Android). 

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Foto de ex-BBB é usada em registro de candidato de MT na Justiça Eleitoral

O partido Democracia Cristã (DC) informou que foi um erro de dados, mas que já foi solicitado a troca e correção.

Publicados

em

Por

Fonte: G1

O perfil do pré-candidato a deputado estadual Luciano Gomes de Oliveira de Comodoro, a 677 km de Cuiabá, está cadastrado com a foto de urna do ex-participante do reality show Big Brother Brasil. Uma foto do Gil do Vigor está no site de divulgação de candidaturas e contas eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O partido Democracia Cristã (DC) informou que foi um erro de dados, mas que já foi solicitado a troca e correção. Segundo o DC, o erro não foi do pré-candidato. O partido informou que contratou uma empresa que ficou responsável pela qualidade da foto e que o erro foi da empresa. Segundo o DC, assim que o partido tomou conhecimento dos fatos, contatou o jurídico e solicitou a alteração da imagem.

O g1 tenta localizar o pré-candidato.

A foto de urna seria o local onde deveria estar a imagem do pré-candidato. Ela aparece ao lado de informações do político, como nome, local de nascimento e patrimônio.

A última data de atualização do cadastro do político foi realizada nessa sexta-feira (12). Os pré-candidatos tem até segunda-feira (15) para realizar as candidaturas no site do TSE.

Leia Também:  Governo de MT já executou 83% da construção da ponte sobre o Rio das Mortes

O economista pernambucano Gil do Vigor conquistou o 4º lugar no BBB-21 e chegou a ficar quase 100 dias dentro da casa. Ele ficou conhecido pelos bordões e o carisma dentro do reality.

Após o confinamento, Gil do Vigor recebeu o título de Cidadão Paulistense, um voto de aplauso e a Comenda Padre João Ribeiro Pessoa de Melo Montenegro, a mais alta honraria de Paulista, município no Grande Recife onde o ex-BBB morava.

Atualmente o ex-participante está nos Estados Unidos fazendo pós-doutorado.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: