conecte-se conosco


MATO GROSSO

Em Brasnorte, uma pessoa é presa por descumprimento de embargo

Redação

Publicados

em


Uma pessoa foi conduzida para delegacia por descumprimento de embargo e por impedir a regeneração. O responsável pela área estava no local quando a fiscalização chegou e se recusou a receber a multa de R$ 2 milhões lavrada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente. A condução ocorreu durante ação fiscalizatória realizada entre os municípios de Brasnorte e Nova Maringá, região Norte de Mato Grosso.

Durante a ação, que ocorreu nessa quinta-feira (06), o proprietário da área informou que recebeu na mesma data a notificação da Sema por e-mail para que cessar o desmatamento. Na avaliação dos fiscais, o proprietário desconsiderou o alerta da Sema, tendo em vista que que o crime ambiental estava em curso no momento da chegada dos fiscais.

O superintende de Fiscalização da Sema, Bruno Nascimento, explica que a partir dos alertas enviados pela Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal, as ações de fiscalização terão mais agilidade e assertividade. “Nossas equipes estão indo a campo com informações precisas sobre os locais onde estão ocorrendo os desmatamentos para a atuação em flagrante e apreensão de maquinário”.

Durante a operação, foram apreendidos três tratores que estavam sendo utilizados para praticar o crime ambiental.  

Automatização

Nesta semana, a Secretaria iniciou o envio automático de e-mail para todos os alertas de desmatamento gerados pela Plataforma de Monitoramento de Cobertura Vegetal. Pelo contato cadastrado, o responsável pela área recebe uma mensagem alertando que o desmatamento em curso está sendo monitorando e caso não haja autorização para abertura da área ou esteja sendo executada em desconformidade com a normas ambientais serão aplicadas as sanções administrativas.

Leia Também:  Sefaz autoriza continuidade de acesso ao sistema fazendário nas prefeituras

A Sema avalia os alertas caso a caso e, aqueles em que é identificada a ilegalidade, são encaminhados para notificação telefônica, autuação remota ou fiscalização em campo. Todas as ações são implementadas para cessar o dano ambiental. Com o uso da tecnologia, o objetivo da Secretaria é autuar e embargar 100% das áreas em que forem detectados desmatamentos ilegais e enviar as equipes de fiscalização a campo para deter derrubadas da floresta que estejam em andamento.

Constelação

Para identificar as alterações na cobertura vegetal com precisão, as equipes da Sema utilizam a Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal. O Estado é beneficiário da ferramenta adquirida pelo Programa REM, por meio do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (FUNBIO), com recursos da Alemanha e Reino Unido.

O Estado é monitorado diariamente com resolução espacial de três metros por meio da constelação de nano satélites Planet. A plataforma conta ainda com alertas semanais de desmatamento tanto na região Amazônica, como no Cerrado e no Pantanal.

A ferramenta permite detectar desmates a partir de um hectare e acompanhar a alteração da cobertura vegetal de forma rápida, possibilitando a notificação remota imediata em casos de infrações.

Leia Também:  Theatro Fúria desembarca em Cáceres neste fim de semana

Programa REM Mato Grosso

Mato Grosso é campeão na redução do desmatamento, marca que o credenciou para recebimento dos recursos do Programa REM, projeto internacional que premia as jurisdições pioneiras na Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+). De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), de 2004 a 2019 o Estado acumula redução de 86% no desmatamento da Amazônia.

Do valor destinado ao Estado pelos governos da Alemanha e do Reino Unido, 40% será designado para fortalecimento institucional do governo de Mato Grosso. Os recursos serão investidos para complementar ações já realizadas pelo Estado para combater o desmatamento e valorizar a floresta em pé.

Para receber os valores, que são gerenciados pelo Fundo Brasileiro da Biodiversidade, o Estado se comprometeu a manter o desmatamento abaixo de 1788 km². O Programa REM Mato Grosso está integrado ao Sistema Estadual de REDD+ [Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação florestal], com a Estratégia Produzir, Conservar, Incluir (PCI), e com o Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento e Incêndios Florestais (PPCDIF), contribuindo diretamente para o alcance das metas estabelecidas para conservação ambiental e redução do desmatamento.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Theatro Fúria desembarca em Cáceres neste fim de semana

Redação

Publicados

em

Por


Depois de contemplar a cidade de Chapada dos Guimarães com o “Laboratório Prático de Desanestesiamento dos Sentidos”, o Theatro Fúria desembarca em Cáceres (214 km de Cuiabá) neste fim de semana.

O projeto de intervenção urbana, que dialoga com as artes cênicas e o patrimônio histórico e cultural de quatro cidades de Mato Grosso, pretende mudar a maneira como os transeuntes da cidade enxergam o mundo. Entre os dias 5 e 7 de março, o roteiro será feito a pé pela cidade e a bordo de embarcações.

Idealizador do projeto ao lado da artista Carolina Argenta – ambos são diretores e atores –, Péricles Anarckos explica que os participantes serão conduzidos em duas situações.

“Uma é a partir do Centro Histórico e via rota fluvial. Na rota urbana o foco é despertar histórias que sempre estiveram ali mas nunca foram percebidas e na rota fluvial é uma viagem mais introspectiva. É observar a natureza e ouvir o que ela tem a nos dizer. Procurar entrar na natureza sem deixar vestígios é o objetivo”.

Ele conta que em Chapada dos Guimarães, por onde passaram entre os dias 19 e 21 de fevereiro, a estratégia entusiasmou os participantes da oficina.

Leia Também:  Trator de esteira é apreendido durante desmatamento em Juína

“Na rota fluvial desenvolvemos linguagens objetivas não-verbais para comunicar coisas essenciais. Em Cáceres vamos apostar nesse formato também. Além de um giro pelo Centro Histórico, embarcaremos em chalana, canoa… Ir à jusante 3 milhas náuticas e atracar no Porto de Cáceres”, diz o artista e marinheiro. “A propósito, ir à jusante quer dizer ‘Rio Abaixo’ e 3 mil milhas náuticas são 1.854 metros vezes 3”.

A oficina para “desanestesiar” os sentidos é gratuita e voltada ao público adulto e profissionais de várias áreas do patrimônio, como historiadores, arquitetos, guias e sociólogos, por exemplo.

Carolina Argenta conta que ele foi realizado experimentalmente nos anos de 2019, com alunos da MT Escola de Teatro, e em 2020 foi aprimorado no projeto de residência artística Arvinte. 

Ela explica que para compor a rota de circulação foram escolhidas cidades que possuem riqueza histórico-patrimonial. “E além disso, onde sabemos que há interesse em roteiro cultural”.

Segundo Carolina Argenta, ao longo do trajeto programado para cada cidade os participantes são estimulados a se integrar ao cenário, despertando a autoestima e identificação com o local onde se habita.

“Nas primeiras duas imersões, ao final, nos surpreendemos com relatos de ‘redescobertas’. Somos educados e treinados desde a infância para anestesiar os nossos sentidos e empobrecer as nossas percepções em relação ao mundo que vivemos e a nós próprios. É isso que o laboratório quer mudar”, explica.

Leia Também:  Mulher que administrava pontos de droga do marido é presa junto com a mãe, com R$ 45 mil

O Laboratório Prático do Desanestesiamento dos Sentidos começa com uma palestra a respeito do anestesiamento dos sentidos – especialmente os da visão e o da audição, como isso acontece, quando e porquê. Na sequência, os participantes vão para a rua para experimentar modos de como desanestesiar os sentidos perdidos. Um documentário registra os “encontros”.    

A nova fase do projeto é custeada por recursos da Lei Aldir Blanc, disponibilizados via edital do Governo de Mato Grosso, por meio de sua Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) e realizado a partir de uma parceria com o Governo Federal, via Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo.  

Integram a equipe do projeto, Juliana Queiroz (fotografia), Ana Carolina de Mello (cinegrafista) e João Régis (edição de vídeo).

Serviço

Laboratório Prático do Desanestesiamento dos Sentidos

Cáceres: 5 a 7 de março  

Mais informações: acesse www.theatrofuria.com ou ligue: (65) 99234-2065

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

CIDADES23 minutos atrás

Prefeitura de Rosário Oeste implanta sistema biométrico para confecção de RG

Por determinação do Prefeito Alex Berto, a partir de agora as carteiras de identidade, ou Registro Geral (RG), confeccionados em...

CIDADES48 minutos atrás

Nasce o Primeiro Rosariense da Gestão Alex Berto

Rosário Oeste acordou diferente hoje!!! Muito mais feliz !! Nasceu nesta manhã de sexta-feira (05/03/2021) o primeiro Rosariense da Gestão...

Presidente da Câmara de Rosário Oeste recebe alta após uma semana de tratamento Presidente da Câmara de Rosário Oeste recebe alta após uma semana de tratamento
CIDADES10 horas atrás

Presidente da Câmara de Rosário Oeste recebe alta após uma semana de tratamento

O Presidente da Câmara Amilson da Distribuidora (SOLIDARIEDADE), foi diagnosticado como positivo para a Covid-19 na ultima quinta-feira 25/02, de...

CIDADES11 horas atrás

Banda URBANIZASOM, a mais tradicional de Rosário Oeste-MT

COMENTE ABAIXO: Leia Também:  Theatro Fúria desembarca em Cáceres neste fim de semana

CIDADES11 horas atrás

ROSÁRIO OESTE: Vereador acompanhado pelo Corpo de Bombeiros fiscalizam situação da ponte sobre o Rio Cuiabazinho

O vereador Ademir Figueiredo (MDB) líder do Governo em parceria com a vereadora Marta Conceição (SOLIDARIEADE), solicitaram do Prefeito Alex...

CIDADES11 horas atrás

Rota do Oeste oferece vagas de trabalho em Rosário Oeste, Nobres e outros municípios

Pessoas Com Deficiência (PCD) que estão em busca de emprego devem ficar atentas às vagas exclusivas para PCD da Rota do Oeste....

CIDADES11 horas atrás

NOBRES: Acordo prevê devolução de valores recebidos indevidamente no Legislativo

Dois vereadores e dois servidores da Câmara Municipal de Nobres, município distante 121.3 Km de Cuiabá, firmaram acordos de não...

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA MT

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Enable referrer and click cookie to search for pro webber