conecte-se conosco


Esportes

Cuca valoriza classificação e adversário

Publicados

em


O técnico Cuca valorizou a classificação atleticana para as oitavas de final da Copa do Brasil, conquistada com a vitória por 2 a 1 sobre o Remo, na noite desta quinta-feira (10), no Mineirão.

O treinador atleticano ressaltou que o time paraense jogou 18 vezes na temporada e só perdeu as duas para o Galo: “Temos que valorizar a classificação e o adversário, que foi muito trabalhoso para nós”, disse.

Cuca destacou que a opção por escalar os titulares foi em respeito à competição, que sempre aplica peças e surpresas: “Pensei muito em relação a tudo isso”, afirmou. “Não é porque porque você tem uma vantagem de 2 a 0 que está definido”.

O comandante alvinegro reiterou que o adversário valorizou bastante a classificação alvinegra: “O Remo está na Série B, mas é um time muito organizado e muito ajustado, que deu bastante trabalho”, analisou.

Coca revelou que a ideia foi colocar força máxima e, durante o jogo, ir tirando alguns atletas para preservá-los. De acordo com ele, a estratégia foi bem executada, pois o time venceu e jogou bem.

  Atlético Mg inicia preparação para enfrentar o Sport.

Leia Também:  Cruzeiro empata com Vila Nova em Goiânia

“Apesar do placar magro, tivemos três bolas na trave,  criamos muitas chances e poderíamos ter tido um trabalho menos difícil”, avaliou. “O importante é que vencemos”.

ENTREVISTA COMPLETA DE CUCA NA TV GALO

Fonte: https://agenciaesporte.com.br/proxy/atletico.php?slug=cuca-valoriza-classificacao-e-adversario

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esportes

Operário vence o Coritiba no Estádio Germano Krüger

Publicados

em

Por


Foi o 16º gol do atacante em 40 jogos disputados com a camisa alvinegra

Mantendo o tabu de 10 anos sem perder para o Coritiba no Estádio Germano Krüger, o Operário Ferroviário venceu por 1 a 0, na noite deste domingo (25), com gol de Ricardo Bueno. Com o resultado, o Alvinegro chega aos 21 pontos, na 9ª posição, com seis vitórias, três empates e quatro derrotas.

O jogo
A primeira oportunidade da partida foi aos nove minutos, em chute de fora da área de Leandro Vilela, a bola vai em direção ao gol e Wilson espalma, mandando para escanteio. O jogo se caracteriza com melhores criações de jogadas do Operário, buscando o ataque e com maior número de posse de bola, até os 30 minutos. No minuto seguinte, aos 31, o adversário chega com perigo pela primeira vez. Após cruzamento de Guilherme Biro, a bola encontra na cabeça de Waguinho, o atacante visitante cabeceia no centro do gol e Simão defende, com tranquilidade.

O lance decisivo do confronto foi aos 35 minutos. Fábio Alemão, do campo defensivo, lança a bola em direção do ataque, Ricardo Bueno domina na intermediária, avança sozinho, entra dentro da área e bate cruzado, no canto direito do goleiro Wilson, abrindo o placar em Vila Oficinas. Com o marcador favorável, a equipe comandada por Matheus Costa administra os minutos finais da primeira etapa e desce com vantagem para o intervalo.

No segundo-tempo, o adversário da noite muda a postura e atua com maior posse da bola no campo ofensivo. Mas, a primeira oportunidade efetiva foi do Alvinegro. Aos 16 minutos, após cobrança de escanteio, a bola viaja em direção da área e o goleiro visitante tira, evitando a chance de finalização do zagueiro Fábio Alemão. Mesmo com o jogo controlado e sem sofrer na defesa, Leandro Vilela recebe o segundo cartão amarelo, aos 27 minutos, e é expulso do jogo, a partir disso, Fantasma com um a menos. Após a expulsão, a partida muda e a equipe visitante cresce nas tentativas de ataque, mas sem sucesso. Depois de uma tentativa de ataque do time da capital paranaense, aos 34 minutos, Silva avança pela direita, faz o corte para a perna canhota, chuta de longe no centro do gol e o arqueiro defende.

  Vasco empata com o Coritiba pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro

Leia Também:  Na Ilha do Retiro, Ceará pontua contra o Sport após empate sem gols

O lance de maior perigo dos visitantes foi no minuto 38. Após cruzamento, Léo Gamalho, livre dentro da área, cabeceia e a bola vai para fora, passando próxima da trave de Simão. Mesmo na pressão recebida, por estar com um atleta a menos, as chances do adversário não foram efetivas. O Operário vence por 1 a 0, no 9º clássico disputado na temporada 2021.

Avaliação do treinador
Expulso da partida no minuto 40 do 2º tempo, o técnico Matheus Costa conversou com a imprensa, em entrevista coletiva online, após a vitória conquistada em Vila Oficinas. “Sabemos que em um jogo deste nível, seriam criadas poucas oportunidades para ambas as equipes. Quando essas chances aparecem, cabe a capacidade do atleta em definir a partida. Nós tivemos a felicidade que este lance caiu nos pés de um craque do nosso time. Fizemos um bom primeiro tempo, com maiores criações de jogadas do que o adversário. Obviamente, no segundo tempo, devido às trocas, o adversário se lançou ao ataque. Com a expulsão, tornou-se uma partida mais difícil. Mas, preciso ressaltar a entrega dos nossos jogadores, que se defenderam muito bem, ocuparam com excelência os espaços, sem dar grandes chances para o adversário. Por isso, é mérito total do grupo e equipe, por tudo que estamos trabalhando. Uma vitória como essa, contra um time que estava há 10 jogos sem derrota e nossa equipe retomar o caminho da vitória no Germano Krüger é muito importante.”

  Operário viaja a Sorocaba para pré-temporada

Leia Também:  Operário vence o Coritiba no Estádio Germano Krüger

Ficha técnica
Operário 1 x 0 Coritiba
Campeonato Brasileiro – 14ª rodada
Estádio da Ressacada – 25/07/21 – 18h15

Operário: Simão; Alex Silva, Fábio Alemão, Reniê e Fabiano; Leandro Vilela, Rafael Chorão (Rodolfo Filemon) e Leandrinho (Marcelo Santos); Felipe Garcia (Thomaz), Ricardo Bueno (Jean Carlo) e Silva.
Téc: Matheus Costa
Banco: Thiago Braga, Henrique, Odivan, Tibagi, Rafael Oller.

Coritiba: Wilson; Matheus Sales (Robinho), Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro; Jhony Douglas (Willian Alves), Val e Rafinha (João Vitor); Waguininho, (Valdeci) Igor Paixão e Léo Gamalho.
Téc: Júlio Sérgio
Banco: Alex Muralha, Thalisson, Bernardo, Nathan Ribeiro, Wellington Carvalho, Romário.

Gol: 35´1T Ricardo Bueno (Operário).
Cartões amarelos: Leandro Vilela (2x), Simão, Leandro Niehues (Operário); Rafinha, Matheus Sales (Coritiba).
Cartões vermelhos: Leandro Vilela e Matheus Costa (Operário).

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
Árbitro Assistente 1: Marcus Vinicius Gomes
Árbitro Assistente 2: Frederico Soares Vilarinho
Quarto Árbitro: Leonardo Sígari Zanon

Assessoria de Imprensa Operário Ferroviário
Fotos: André Jonsson/OFEC

Mais recentes

Pré-jogo: Em casa, Operário defende invencibilidade contra o Coritiba pela Série B

Pós-jogo: Fora de casa, Operário perde para o Avaí em duelo do Brasileirão

Pré-jogo: Operário vai a Santa Catarina para enfrentar o Avaí pela Série B

Voltar para as notícias

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA MT

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA