conecte-se conosco


CIDADES

COMPRA DE VACINAS: Apenas Diamantino e mais 14 municípios de MT aderiram a consórcio

Projeto é coordenado pela Frente Nacional de Prefeitos e já teve a adesão de 1.703 prefeituras

Publicados

em

vacina

Apenas Cuiabá e mais 14 cidades de Mato Grosso haviam manifestado, até a sexta-feira (5), interesse em aderir ao consórcio público para compra de vacinas contra a Covid. Em todo o Brasil eram 1.703 prefeituras, incluindo 24 capitais.

Estes municípios abrangem mais de 125 milhões de brasileiros contra a doença que já matou 260 mil pessoas no País.

A instituição do consórcio público, batizado de Conectar (Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras), é liderada pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP). A ideia é comprar vacinas caso o Programa Nacional de Imunização (PNI) não consiga suprir a demanda nacional.

A listagem com os municípios interessados vai compor, nesse momento, o projeto de lei que será encaminhado às câmaras municipais, onde projetos próprios deverão ser aprovados.

“Como combinado, vamos disponibilizar o projeto de lei que será único para todas as prefeituras. É um projeto bem simples, autorizativo e que referenda a decisão dos prefeitos da participação do consórcio. Tudo isso em termos legais, de leis federais já existentes”, explicou o presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Jonas Donizette.

Leia Também:  TRE–MT fará auditoria nas eleições suplementares de Acorizal, Matupá e Torixoréu

O movimento das cidades brasileiras por mais vacinas teve início após o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizar que estados e municípios comprem e distribuam doses do imunizante.

A Frente Nacional de Prefeitos reúne as 412 cidades com mais de 80 mil habitantes, mas qualquer município teve a chance de aderir ao consórcio, sem custo para as prefeituras.

No início da semana, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que permite a compra de vacinas por estados, municípios e pela iniciativa privada.

Pelo texto, a aquisição se torna possível desde que a vacina tenha registro ou autorização temporária de uso emergencial aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Estão sendo avaliadas formas de financiar a aquisição dos imunizantes. Há três possibilidades principais: recursos do governo federal; financiamento por organismos internacionais e doações de investidores privados brasileiros.

Em Mato Grosso, assinaram o termo de adesão as prefeituras de Alto Araguaia, Barra do Garças, Brasnorte, Cáceres, Campinápolis, Cuiabá, Diamantino, Nortelândia, Nova Lacerda, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Primerava do Leste, Querência, Sapezal e Sorriso.

Leia Também:  Novo decreto proíbe atividades e impõe quarentena obrigatória em Jangada

Fonte: Mídia News

 

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Acorizal recebe R$ 100 mil de emenda da deputada Rosa Neide para assistência social

Ela ressaltou que encaminhou a emenda atendendo ao pedido da militância do PT local.

Publicados

em

Por

Assessoria

O município de Acorizal recebeu R$ 100 mil de emenda da deputada federal Professora Rosa Neide (PT). O recurso foi depositado na conta da prefeitura em 22 de junho. A verba é para compra de um veículo para a Secretaria Municipal de Assistência Social.

Professora Rosa Neide destacou ser motivo de orgulho poder destinar recursos federais para investimentos nos municípios de Mato Grosso. Ela ressaltou que encaminhou a emenda atendendo ao pedido da militância do PT local.

“As companheiras e companheiros do PT de Acorizal solicitaram a emenda e fiz a indicação. Que esse veículo possa auxiliar nos trabalhos da Secretaria junto à população da zona urbana e rural. Tenho compromisso de enquanto estiver como deputada, seguir apoiando o município”, disse Rosa Neide.

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  NOBRES: Operação Independência dispersa aglomerações em Bom Jardim e notifica Distribuidora
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: