conecte-se conosco


POLICIAL

Comerciante é preso pela Polícia Civil por estupro de vulnerável em Alto Paraguai

Publicados

em

A Polícia Civil cumpriu nesta segunda-feira (06.06) o mandado de prisão preventiva contra um comerciante de 40 anos, de Alto Paraguai, investigado pelo estupro de uma adolescente, atualmente com 13 anos.

Durante o cumprimento das buscas domiciliares, policiais civis da Delegacia de Diamantino apreenderam uma arma de fogo, munições e três aparelhos celulares na residência e no comércio do suspeito.

A Delegacia de Diamantino instaurou inquérito para apurar a prática do crime contra a adolescente que trabalhou como menor aprendiz em um supermercado do suspeito.

No curso da investigação, a mãe da vítima declarou que trabalhou no comércio do investigado e que a filha, ainda criança, a acompanhava no local. Quando a menina atingiu os 12 anos, o suspeito passou a demonstrar um comportamento com a adolescente que refletia desejo e não apenas carinho.

Mesmo após a mãe retirá-la do trabalho quando soube do ocorrido, o suspeito continuou mantendo contato com a vítima, persuadindo a garota de que se separaria para ter um relacionamento com ela e que não iria preso, pois tinha dinheiro. Após o registro da ocorrência feito pela mãe, o suspeito disse à adolescente para negar os fatos na delegacia.

Leia Também:  Jovem desaparecido há 7 meses foi morto por 'caso' com mulher de membro do Comando Vermelho

No fim do mês de maio, a Polícia Civil recebeu uma denúncia de que a adolescente havia voltado a trabalhar no mercado do suspeito, fazendo diárias em fins de semana, e que a mãe dela havia recebido um valor em dinheiro para que se calasse diante do crime ocorrido. O investigado também ameaçou a mãe da adolescente.

Diante das inúmeras evidências apuradas e de andar portando arma de fogo, o delegado Marcos Martins Bruzzi representou à Justiça pela prisão preventiva e mandados de buscas em endereços do suspeito, assim como buscas em aparelhos celulares que foram apreendidos. “Todos os pedidos foram deferidos pela Justiça e durante o cumprimento da prisão, ele estava com um revólver municiado. No mercado foram encontradas várias munições e cápsulas e encontramos vários adolescentes trabalhando no estabelecimento”, explicou o delegado.

Além do inquérito sobre o estupro da adolescente de 13 anos, o investigado é alvo de outra investigação sobre o abuso sexual contra duas adolescentes.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Vereador de Cuiabá mata agente socioeducativo; veja vídeo

Segundo as informações preliminares, o parlamentar teria tentado conter o homem, identificado pelo apelido de “Japão”, ao vê-lo ameaçando sua esposa com uma arma

Publicados

em

Por

RAYNNA NICOLAS E AMANDA DIVINA – Hipernotícias

O vereador de Cuiabá Tenente Coronel Paccola matou um agente socioecadutivo, na noite desta sexta-feira (1°). Segundo as informações preliminares, o parlamentar teria tentado conter o agente socioeducativo Alexandre Miyagawa de Barros, de 41 anos, identificado pelo apelido de “Japão”, ao vê-lo ameaçando sua esposa com uma arma, nas proximidades do restaurante Choppão.

Conforme o apurado, Paccola deu ordem de parada para que Alexandre soltasse a arma. Entretanto, o agente não teria obedecido e apontou a arma para o vereador.

Em seguida, o parlamentar teria atirado contra o agente, que morreu no local.

De acordo com testemunhas, Alexandre tinha chegado no local em um carro e colidiu com outros veículos que estavam estacionados. Ele ainda teria ameaçado outros populares que estavam no local.

Alexandre atuava com os menores infratores no Complexo Pomeri onde assumiu o cargo em fevereiro de 2021.

VEJA VÍDEO

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Suspeito de danificar e furtar quiosque comercial é preso em flagrante pela Polícia Civil
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: