conecte-se conosco


MATO GROSSO

Com taxa de UTIs em 94%, Mendes estuda prorrogar restrições

Publicados

em

As medidas restritivas de combate à Covid-19 em Mato Grosso estão a dois dias do prazo final estipulado pelo decreto estadual. O governador Mauro Mendes (DEM), contudo, deve avaliar a prorrogação das regras ou até o endurecimento delas, conforme a taxa de ocupação das UTIs no Estado. O prognóstico, por sua vez, não é bom. Nesta segunda-feira (15), conforme os dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), o índice ficou em 94,7%.

No dia 1º de março, quando o decreto nº 836/2021 foi editado, a taxa estava em 88,8%. A ideia era de que as medidas de restrição ao comércio e à circulação de pessoas passassem a valer no dia seguinte, 2 de março, mas o governador prorrogou o início para o dia 3 e fez alterações quanto ao funcionamento do comércio nos fins de semana.

As restrições estavam previstas para vigorar por 15 dias, ou seja, até a próxima quarta-feira (15).

Desde então, o governador anunciou novas medidas, como a abertura de 160 novos leitos de UTI em diferentes municípios de Mato Grosso. Os leitos clínicos também aumentarão expressivamente. Segundo Mendes, serão 500 novos leitos em parceria com as prefeituras. Sem data de entrega, as medidas ainda não possuem efeito prático no alívio do sistema de saúde.

Leia Também:  Cepesca discute modernização da Política de Pesca em Mato Grosso

Em coletiva com a imprensa na última semana, o governador reforçou que não deve tomar nenhuma decisão antes da véspera de expiração do decreto. Mas o critério é claro, a situação dos leitos no Sistema Único de Saúde (SUS). Quando anunciou as medidas restritivas, inclusive, Mendes não descartou a possibilidade de enrijcê-las depois dos 15 dias.

Por outro lado, no decorrer do período de vigência do decreto, o governador também sofreu pressão por parte de segmentos econômicos desgostosos com a decisão. Foi o caso de bares e restaurantes que ficaram impedidos de funcionar depois das 19 horas. Mendes chegou a anunciar linhas de crédito e incentivos fiscais para o setor, mas muitos empresários classificaram a resposta como insuficiente e pressionam pela flexibilização.

A pressão veio também do executivo da Capital, a maior e mais populosa cidade do Estado. O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) editou decreto mais liberal, inclusive para bares e restaurantes. As medidas foram derrubadas depois de pedido do Ministério Público de Mato Grosso (MPMT). Emanuel recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas perdeu nesta segunda-feira (15).

Leia Também:  Elizeu participa de assinatura de convênios para a construção de sedes da PM e vilas militares

Nesta segunda (15), Mato Grosso bateu recorde de mortes por dia e registrou 86 novos óbitos. O número de casos em 24 horas foi de 2.556. Ao todo, o Estado acumula 274.788 confirmações de Covid-19 e 6.456 mortes.

Por RAYNNA NICOLAS – Hipernotícias

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Polícia Civil prende integrantes de associação criminosa e apreendem armas de fogo, drogas e munições

Publicados

em

Por

Quatro integrantes de uma associação criminosa foram presos pela Polícia Civil, na sexta-feira (01.07), na zona rural de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), durante investigações continuadas para apurar o duplo homicídio ocorrido no município. 

A ação resultou na apreensão de duas armas de fogo, várias munições e porções de maconha. Os envolvidos foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, associação criminosa e para o tráfico de drogas.

Nas diligências, os policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia, por meio da Divisão de Homicídios, identificaram uma propriedade rural usada pelos suspeitos para planejar os crimes e para se esconderem.

Diante das informações, a equipe foi até o local e, ao se aproximarem, perceberam a presença de alguns indivíduos, que fugiram para dentro de uma área de mata. No interior do imóvel, foram encontradas as armas de fogo, munições, uma tornozeleira eletrônica e porções de maconha.

Na casa também havia uma mulher e uma criança. Um dos presos possui passagem pelos crimes de sequestro, cárcere privado, furto, roubo, corrupção de menores, tráfico de drogas, receptação e lesão corporal. 

Leia Também:  Cepesca discute modernização da Política de Pesca em Mato Grosso

Os suspeitos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, associação criminosa e associação para o tráfico de drogas. Após a confecção dos autos, eles foram colocados à disposição da Justiça.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: