conecte-se conosco


Agronegócio

Com baixa oferta, preços da laranja e lima ácida tahiti seguem em alta

Publicados

em

Mesmo que a demanda não esteja tão aquecida, a oferta, no geral, está menor, e, com isso, os preços dos cítricos seguem em alta nesta semana. Como exemplo, no caso da laranja, os meses de seca acabaram reduzindo a qualidade das frutas que ainda estão nas árvores, fazendo com que elas não atinjam o padrão exigido pelo mercado e precisem ser redirecionadas às indústrias.  

Além desse fato, mais produtores têm priorizado os contratos com as processadoras. 

Na parcial desta semana (de segunda a quinta-feira), a laranja pera teve alta de 2,01% na comparação com o da semana anterior, fechando em R$ 35,71/cx de 40,8 kg, na árvore. Já a rubi, por sua vez, está sendo comercializada à média de R$ 30,08/cx, com aumento de 0,84% na mesma comparação.

No caso da lima ácida tahiti, como as valorizações semanais têm sido mais expressivas, na parcial desta semana a tahiti teve média de R$ 30,38/cx de 27 kg, colhida, elevação de 45,32% em comparação com a da semana passada. Para a fruta, a previsão é de que os preços continuem subindo de semana a semana, uma vez que não há expectativa de recuperação da oferta no curto prazo. 

Leia Também:  Volume de soja e milho exportado em julho reduziu em 13%

Fonte: AgroPlus

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Estados Unidos vão comprar grãos ucranianos para programa da ONU

Publicados

em

Por

A Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid) está gastando mais de U$ 68 milhões na compra e envio de grãos ucranianos. A agência está fornecendo os recursos para o Programa Alimentar Mundial, das Nações Unidas, que historicamente obtém a maior parte de seus grãos da Ucrânia. Esse é o maior acordo de exportação desde a invasão russa e o estabelecimento do acordo para novos embarques a partir de portos ucranianos do Mar Negro. 

Com o acordo de exportação de grãos, intermediado pela ONU e pela Turquia, nos últimos dias, cada vez mais, navios estão entrando e saindo dos portos ucranianos. Nesta terça-feira (16), por exemplo, mais cinco navios deixaram a Ucrânia no maior comboio desde que o acordo foi assinado,

Diante desse aumento de embarques, a Onu espera que o corredor de grãos do Mar Negro possa cumprir a meta de aliviar uma possível crise alimentar global e reduzir os preços mundiais dos alimentos.

Fonte: AgroPlus

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Plano ABC+ para redução de emissão de carbono na agropecuária entra em vigor em setembro
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: