conecte-se conosco


MATO GROSSO

“Casas populares eram desejo antigo da população; parceria com o governo faz toda a diferença”, afirma prefeita de Alto Taquari

Publicados

em

O Governo de Mato Grosso vai investir mais de R$ 13 milhões em obras e ações sociais no município de Alto Taquari, dentre elas, novas 200 casas populares. O compromisso foi firmado pelo governador Mauro Mendes nesta sexta-feira (03.06), durante agenda no município de Alto Araguaia.

“Assinamos com o Governo do Estado investimentos na casa dos R$ 13 milhões, que muito vão beneficiar o município. São obras estruturantes, asfalto e, principalmente, as casas, que são anseio da população há muitos anos, e hoje recebemos isso do governador Mauro Mendes com muita alegria, porque a cidade está se desenvolvendo e essa parceria com o governo está fazendo toda a diferença”, comentou a prefeita do município, Marilda Sperandio. 

Para Alto Taquari, foi assinado convênio de R$ 1.759.426,46 para asfaltamento de mais de 30 ruas e avenidas do município, além da autorização para formalização de outros três convênios. 

Caso os projetos sejam aprovados pela Secretaria de Infraestrutura e Logística, serão liberados R$ 8,9 milhões para a construção de 200 casas para famílias vulneráveis da cidade. Desse valor, R$ 6,5 milhões são oriundos de parceria da Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Setasc) com a Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra). O restante, R$ 2,4 milhões, é fruto de parceria com a MT Par.

Leia Também:  Detran-MT aproveitará foto cadastrada de motoristas para renovação da CNH

O Governo do Estado ainda autorizou a liberação de R$ 735.495,50 para a construção de um ginásio, e R$ 1.647.288,81 para asfaltamento, drenagem e sinalização viária na Avenida Evangélica e na Estrada Municipal. 

O governador Mauro Mendes ressaltou que o Governo do Estado vive um novo momento, que agora possibilita a realização de grandes investimentos, e, por isso, tem executado obras em toda a região do Araguaia, com o objetivo de ajudá-la em seu desenvolvimento.

Governador Mauro Mendes assina convênios com Alto Taquari | Foto: Mayke Toscano/Secom

Desde o início da gestão, em 2019, Alto Taquari é contemplado com R$ 15 milhões do Governo de Mato Grosso, sendo uma das principais obras na cidade a construção de uma nova escola estadual, que recebeu R$ 5,3 milhões de recursos da Secretaria de Estado de Educação.  

Além do município, o governador também autorizou, durante a solenidade, R$ 21 milhões de investimentos para Alto Araguaia. Os recursos contemplam a implantação de novos asfaltos em diversas ruas e avenidas da cidade e  a autorização para licitação da construção de uma ponte de concreto de 56 metros sobre o Rio Ariranha, na MT-481.

Leia Também:  Governador Mauro Mendes é favor da manutenção do congelamento do ICMS

Ainda, autorização para formalização de convênio para reforma das pontes de madeira sobre os rios Ribeirãozinho, Meio, Paca, Arrependio (todas na MT-465), e Ribeirão Claro (MU-34), e um convênio para construção de 50 casas.

“O governador Mauro Mendes imputa à história do Estado um governo sério, responsável, de grandes entregas, que trata com responsabilidade o dinheiro público, mas que, sobretudo, tem carinho com cada cidadão do estado”, destacou o senador Fábio Garcia durante a ocasião. 

Acompanharam a agenda em Alto Araguaia os senadores Fábio Garcia e Wellington Fagundes, o deputado federal Juarez Costa, os deputados estaduais Max Russi, Ondanir Bortolini (Nininho), Elizeu Nascimento, Thiago Silva e Sebastião Rezende, e a prefeita de Alto Araguaia, Marilda Sperandio. 

Também os secretários de Estado Rogério Gallo (Casa Civil), Laice Souza (Comunicação), Marcelo de Oliveira (Infraestrutura), Alan Porto (Educação), Maurício Munhoz (Ciência, Tecnologia e Inovação), Jefferson Neves (Cultura, Esporte e Lazer), e Jordan Espíndola (Gabinete de Governo), os presidentes do Intermat, Francisco Serafim, e da MT Par, Wener Santos.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Com três usinas de energia solar fotovoltaica, Unemat economizará mais de meio milhão de reais por ano

Publicados

em

Por

 

(Foto: Acervo Ages Consultoria/Clailton G. de A. Júnior)


Os campi de Barra do Bugres, Tangará e Sinop, da Universidade Federal de Mato Grosso (Unemat), passaram a contar com usinas de energia solar fotovoltaica, cujo resultado positivo será a redução entre 20% e 40% (ou entre R$ 500 mil e R$ 700 mil anuais) em sua conta de energia elétrica.

Segundo o pró-reitor de Planejamento e Tecnologia da Informação, Luiz Fernando Ribeiro, a implantação de três usinas (uma em cada campus) teve custo zero, uma vez que a instituição de ensino superior foi selecionada, em 2020, pela concessionária de energia em Mato Grosso (Energisa) na Chamada Pública de Projetos (CPP), do Projeto de Eficiência Energética, que bancou o investimento de R$ 1,5 milhão.  

Em 2021, a Unemat foi novamente contemplada pela CPP, cujo resultado foi divulgado em fevereiro deste ano, desta vez com investimentos de R$ 2,5 milhões. Em fase de assinatura de contrato, outras duas usinas de energia solar fotovoltaica serão construídas nos campi de Alta Floresta e Pontes e Lacerda.      

Responsável pelo acompanhamento do Projeto de Eficiência Energética na Unemat, o professor e engenheiro eletricista Marcelo Gouveia Sebastião explica que, em linhas gerais, a proposta é substituir equipamento de baixa eficiência energética por outros mais eficientes.” No nosso caso, em energia fotovoltaica”.

Leia Também:  Governo investe R$ 15 milhões na compra de computadores para unidades estaduais de saúde

O planejamento da Unemat, em parceria com a concessionária estadual, é estender o Projeto de Eficiência Energética para todos os seus campi, submetendo novas propostas em editais futuros. “É bom lembrar que estas gerações ainda não produzirão energia para que nossas instalações passem a ser autossustentáveis, porque apenas uma parcela da energia será compensada. No entanto, o valor a ser economizada é significativo,” reforçou Gouveia.

O planejamento é estender o PEE a todos os câmpus submetendo novas propostas em editais futuros. “Lembrando que estas gerações não produzirão energia de forma que nossas instalações passem a ser autossustentáveis, apenas uma parcela da energia será compensada”, reforçou Gouveia.

   

Foto 01 – Unemat Campus Sinop                                                                                                                                                                              Foto 02 – Unemat, campus Tangará da Serra                                                                                                                                                            Foto 03 – Unemat, campus Barra do Bugres                                                                                                                                                              Acervo Ages Consultoria/Clailton G. de A. Júnior

Leia Também:  CGE promove capacitação sobre Restos a Pagar e Pagamentos por Indenização

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: