conecte-se conosco


MATO GROSSO

Batalhão Rotam celebra 21 anos de fundação com entrega de medalhas e homenagens

Publicados

em

O Batalhão de Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) da Polícia Militar de Mato Grosso realizou solenidade alusiva em comemoração aos 21 anos de fundação da unidade, na noite desta terça-feira (21.06). O evento foi celebrado na sede da unidade, no bairro Dom Aquino, e contou com a presença de diversas autoridades militares e civis.

A solenidade foi presidida pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alexandre Corrêa Mendes, que deu destaque a todos os policiais do Batalhão presentes no evento e ressaltou a sua confiança no trabalho realizado pela unidade. “Nós da sociedade mato-grossense precisamos do trabalho que os senhores desenvolvem na Capital e no interior do Estado”, afirmou.

“Quando a equipe da Polícia Militar necessita de reforço, são os guerreiros da Rotam que fornecem o apoio necessário, assim como também em ações especiais, como no Novo Cangaço no interior do Estado, são equipes da Rotam, junto com outras unidades especializadas, que fornecem toda a segurança para os cidadãos daquelas regiões”, completou o coronel Mendes.

Em sua fala, o comandante do Batalhão Rotam, tenente-coronel André Willian Dorileo, destacou que, atualmente, a unidade é referência em policiamento tático em todo o Brasil. O comandante ainda destacou que nos últimos 12 meses, entre julho de 2020 e junho de 2021, o policiamento da Rotam foi responsável por retirar quase 2 toneladas de drogas de circulação, e também na prisão em flagrante delito de 527 suspeitos, apreensão de 100 armas de fogo e recuperação de 62 veículos frutos de roubos e furtos.

Leia Também:  Seduc promove evento para debater especificidades da educação do campo

“Tais ações revelam o valor do Batalhão Rotam perante a corporação, o sistema de segurança pública, e em especial, à sociedade mato-grossense”, afirmou. Ele ainda aproveitou para agradecer aos membros do batalhão, “que não mediram esforços para construir esta marcante história, consolidando o patrulhamento tático e as operações da Rotam em todo o Estado”.

A solenidade contou com a entrega da medalha Mérito Tático Policial para autoridades militares e civis, a fim de homenagear personalidades que contribuíram de forma relevante para a evolução e fortalecimento do patrulhamento tático e doutrina da Rotam, bem como de toda a segurança pública.

Ações sociais e capacitações

Além de ser referência no policiamento ostensivo e tático, em seus 21 anos a Rotam também se destacou pela atenção voltada à sociedade, por meio de seus projetos sociais. Há mais de nove anos os projetos Jiu-Jistu Rotam e Escola de Futebol Grêmio Rotam oferecem, para milhares de crianças e adolescentes, a oportunidade de se afastarem da criminalidade e ociosidade, além de conhecerem os valores e princípios defendidos pela Polícia Militar.

A Rotam também se destaca como unidade-escola dentro da PMMT, com o oferecimento de cursos de capacitação e especialização para policiais militares não somente de Mato Grosso, como também de diversos Estados em todo o país. São referências de ensino os cursos de Controle de Distúrbio Civis (Choque), Controle e Submissão, Atendimento Pré-Hospitalar em Combate, entre outras especializações.

Leia Também:  Governo investe R$ 10 milhões em obras de revitalização e acessibilidade na sede do Detran

Investimentos e bem-estar para policiais

A sede do Batalhão Rotam continua recebendo investimentos, com foco para o bem-estar dos policiais militares que compõem a unidade. Estão sendo entregues melhorias e revitalização de fachadas, recepção, pátio e refeitório do Batalhão.

“As melhorias visam atender e buscar o maior conforto em infraestrutura para melhor atender os nossos policiais que muitas vezes passam mais tempo dentro do Batalhão do que em suas próprias casas”, afirma o comandante da unidade, tenente-coronel Dorileo.

 
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Com três usinas de energia solar fotovoltaica, Unemat economizará mais de meio milhão de reais por ano

Publicados

em

Por

 

(Foto: Acervo Ages Consultoria/Clailton G. de A. Júnior)


Os campi de Barra do Bugres, Tangará e Sinop, da Universidade Federal de Mato Grosso (Unemat), passaram a contar com usinas de energia solar fotovoltaica, cujo resultado positivo será a redução entre 20% e 40% (ou entre R$ 500 mil e R$ 700 mil anuais) em sua conta de energia elétrica.

Segundo o pró-reitor de Planejamento e Tecnologia da Informação, Luiz Fernando Ribeiro, a implantação de três usinas (uma em cada campus) teve custo zero, uma vez que a instituição de ensino superior foi selecionada, em 2020, pela concessionária de energia em Mato Grosso (Energisa) na Chamada Pública de Projetos (CPP), do Projeto de Eficiência Energética, que bancou o investimento de R$ 1,5 milhão.  

Em 2021, a Unemat foi novamente contemplada pela CPP, cujo resultado foi divulgado em fevereiro deste ano, desta vez com investimentos de R$ 2,5 milhões. Em fase de assinatura de contrato, outras duas usinas de energia solar fotovoltaica serão construídas nos campi de Alta Floresta e Pontes e Lacerda.      

Responsável pelo acompanhamento do Projeto de Eficiência Energética na Unemat, o professor e engenheiro eletricista Marcelo Gouveia Sebastião explica que, em linhas gerais, a proposta é substituir equipamento de baixa eficiência energética por outros mais eficientes.” No nosso caso, em energia fotovoltaica”.

Leia Também:  Seduc promove evento para debater especificidades da educação do campo

O planejamento da Unemat, em parceria com a concessionária estadual, é estender o Projeto de Eficiência Energética para todos os seus campi, submetendo novas propostas em editais futuros. “É bom lembrar que estas gerações ainda não produzirão energia para que nossas instalações passem a ser autossustentáveis, porque apenas uma parcela da energia será compensada. No entanto, o valor a ser economizada é significativo,” reforçou Gouveia.

O planejamento é estender o PEE a todos os câmpus submetendo novas propostas em editais futuros. “Lembrando que estas gerações não produzirão energia de forma que nossas instalações passem a ser autossustentáveis, apenas uma parcela da energia será compensada”, reforçou Gouveia.

   

Foto 01 – Unemat Campus Sinop                                                                                                                                                                              Foto 02 – Unemat, campus Tangará da Serra                                                                                                                                                            Foto 03 – Unemat, campus Barra do Bugres                                                                                                                                                              Acervo Ages Consultoria/Clailton G. de A. Júnior

Leia Também:  Energisa comunica consumidores sobre redução do ICMS na conta de energia elétrica

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: