conecte-se conosco


POLÍTICA

Avallone destaca protagonismo da Assembleia na luta pela ferrovia em Cuiabá

Publicados

em


Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O deputado Carlos Avallone (PSDB) destacou o protagonismo da Assembleia Legislativa, que assegurou as condições legais para o lançamento do edital de chamamento público para a construção da primeira ferrovia estadual em Mato Grosso. A ferrovia vai interligar Cuiabá a Rondonópolis, bem como Rondonópolis a Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, além de se conectar com a malha ferroviária nacional.

A concretização do sonho da ferrovia em Cuiabá foi possível graças à aprovação pelo Parlamento estadual de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) e de um projeto de lei complementar que deram a sustentação legal necessária.

 “Em outubro de 2020, em coautoria com os deputados Eduardo Botelho (DEM) e Janaina Riva (MDB), apresentamos a PEC aprovada por unanimidade, que gerou a Emenda Constitucional nº 93 autorizando o governo a construir e explorar, de forma direta, a malha ferroviária no estado. No início deste ano, aprovamos o Projeto de Lei Complementar 685/2021, que dispõe sobre o Sistema Ferroviário do Estado e os regimes de exploração dos serviços. Graças a essas iniciativas parlamentares, o governador Mauro Mendes pode lançar o edital de uma obra histórica que vai beneficiar muito a baixada cuiabana e todo o estado”, disse Avallone. 

O deputado lembrou que a luta pela ferrovia começou com o saudoso senador Vicente Vuolo e prosseguiu ao longo de décadas graças ao empenho de parlamentares estaduais e federais, governadores e presidentes da República, com apoio de todos os segmentos sociais. 

Leia Também:  Com foco na defesa do cidadão, Faissal conclui primeiro semestre com diversas ações em prol do mato-grossense

Como secretário de Indústria e Comércio no governo Dante de Oliveira, Avallone participou dos esforços para a conclusão da ponte rodoferroviária ligando São Paulo a Mato Grosso do Sul. 

“Quando as obras estavam paralisadas, Dante buscou apoio do então governador Mário Covas, do ex-ministro do Planejamento José Serra e do presidente FHC e ainda teve o prazer de inaugurar a ponte como governador em 1998, ao lado do presidente tucano”, lembrou. 

Em 2019, Avallone propôs e coordenou uma audiência pública conjunta entre a Assembleia Legislativa de Mato Grosso e o Senado Federal sobre a ferrovia, com apoio da bancada federal e especialmente dos senadores Jayme Campos (DEM) e Wellington Fagundes (PL), presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura do Congresso. A audiência reuniu ministros, representantes do empresariado, o Fórum Pró-Ferrovia e autoridades estaduais e federais.

Ainda em 2019, o deputado organizou uma visita técnica ao terminal ferroviário de Rondonópolis, levando lideranças políticas, empresariais e comunitárias. Ali todos puderam conhecer a dinâmica do terminal e os impactos decisivos na economia regional, gerando empregos e novos negócios.

“Sempre defendi que a baixada cuiabana não ficasse fora desse processo de expansão da ferrovia, e o Legislativo e o Executivo trabalharam juntos para concretizar este avanço histórico que vai impactar positivamente a economia da baixada e de todo o estado”, pontuou. 

Leia Também:  Avallone prioriza trabalho nas CPIs e Comissões Permanentes

Estudos preliminares confirmam que existe uma grande demanda para o transporte de mais de 20 milhões de toneladas de alimentos e outros produtos do Sudeste do país para a grande Cuiabá por ferrovia através de contêineres. “Este frete de retorno justifica plenamente a extensão dos trilhos a partir de Rondonópolis e a construção de um terminal de contêineres e outro de combustíveis na região da capital” destacou o parlamentar.

Avallone lembrou que a ferrovia é muito mais do que transporte de cargas. “Estamos falando de fortalecimento da economia e geração de emprego e renda para 14 municípios da baixada cuiabana, onde vivem mais de 1 milhão de pessoas”, justificou. 

A  baixada cuiabana é composta por 14 municípios: Cuiabá, Várzea Grande, Acorizal, Barão de Melgaço, Campo Verde, Chapada dos Guimarães, Jangada, Nobres, Nossa Senhora do Livramento, Nova Brasilândia, Planalto da Serra, Poconé, Rosário Oeste e Santo Antônio de Leverger, cujas economias serão impactadas direta ou indiretamente com a construção do terminal ferroviário, a exemplo do que aconteceu com o terminal de Rondonópolis.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

Dr. Eugênio destina R$ 16 milhões para o Vale do Araguaia

Publicados

em

Por


Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

O Vale do Araguaia tem um legítimo representante, Dr. Eugênio de Paiva (PSB), o deputado do Araguaia. Dr. Eugênio é o primeiro parlamentar na história da Assembleia Legislativa a focar 100% da atuação para a região que o lhe confiou o mandato, por conhecer com propriedade a realidade dos 34 municípios que integram a região.

 Sua atuação é matematicamente comprovada, com recursos na ordem de R$ 6.552.805,07 destinados para todo Araguaia no ano de 2020 somados a outros R$ 7.166.381,25 somente nestes primeiros meses de 2021, abrangendo todas as áreas de desenvolvimento socioeconômico.

 Além desses valores, também foram destinados por Dr. Eugênio, no último ano, R$ 1 milhão para intensificar as ações da saúde indígena (Parque Nacional do Xingu) e, recentemente, mais R$ 1 milhão para o custeio do Hospital Regional Paulo Alemão, que atende mais de 200 mil habitantes do médio-araguaia.

 Para tanto, o parlamentar já percorreu mais de 50 mil quilômetros, passando mais de uma vez, cidade por cidade, conversando não só com as autoridades locais, mas com a população.

 “Mato Grosso é um celeiro produtivo que já conta com regiões muito estruturadas, tanto do ponto de vista econômico como de organização social. Realidade muito diferente do nosso Araguaia, formado por pessoas batalhadoras, com potencial produtivo gigantesco, que já se destaca nacionalmente pelas belezas naturais, mas que ainda carece do básico, como água, luz, telefonia e estradas trafegáveis, em muitas das suas localidades”, ponderou Dr. Eugênio, que não tem medido esforços para combater as desigualdades regionais que afetam diretamente o Araguaia e sua gente.

Leia Também:  Dr. Eugênio destina R$ 16 milhões para o Vale do Araguaia

 ATIVIDADE PARLAMENTAR

À frente da Comissão Especial de Zoneamento Socioeconômico Ecológico (ZSEE) da Assembleia Legislativa, o deputado tem atuado de forma democrática, buscando envolver todos os segmentos representativos na proposta desenvolvida pelo governo do estado, por meio da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). O objetivo desse trabalho, que está em plena atividade no Parlamento estadual, é ampliar o debate dando voz àqueles que podem ser mais afetados.

“É fato que essa proposta de zoneamento, da forma como foi apresentada pelo governo, precisa ser revista. Ela está fora de cogitação, distante da nossa realidade. Definitivamente não nos representa, muito pelo contrário, só prejudica os pequenos. Por essa razão, estamos ampliando o debate, saindo do Centro Político Administrativo e ouvindo as bases que serão afetadas. Seguimos trabalhando por um Mato Grosso de oportunidades para todos!”, adiantou o presidente da comissão especial.  

Líder do Bloco Parlamentar Unidos da Assembleia Legislativa pelo terceiro ano consecutivo, Dr. Eugênio também tem se debruçado no desenvolvimento de projetos de leis voltadas às demandas da população. Já são 12 leis sancionadas a favor da sociedade, mais de 300 indicações originárias das bases para melhoria dos 34 municípios que integram o Araguaia.

Leia Também:  TRE fixa horário de votação preferencial para idosos em Acorizal e em outras duas cidades.

 “Somos o Vale da Prosperidade [Araguaia] e nosso trabalho precisa ser à altura do que nossa região precisa e merece. Comprometimento, trabalho e honestidade são palavras de ordem nas nossas ações diárias. Todos os recursos obtidos são única e exclusivamente para investimentos na nossa região, tendo como principais pilares a saúde, infraestrutura e o fomento ao turismo da nossa deslumbrante região”, finalizou Dr. Eugênio. 

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA MT

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA