conecte-se conosco


POLÍTICA MT

Alta Floresta reivindica posto policial no bairro Cidade Alta

Redação

Publicados

em


Foto: SAMANTHA DOS ANJOS / Assessoria de Gabinete

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) convidou a vice-prefeita de Alta Floresta, Roseli Gomes Rampazio (PSC), conhecida por Rose do Tradição, para participar da 6º reunião extraordinária da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), ocorrida no dia 24, para apresentar as principais demandas da área de segurança pública do município.

 Uma das reivindicações foi a urgência para a contratação de um médico legista na Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) do município que pertence à Coordenadoria de Sinop. Além de Alta Floresta, a unidade também atende Apiacás, Carlinda, Nova Bandeirantes, Nova Canaã do Norte, Nova Monte Verde e Paranaíta.

Comissão – Alta Floresta é um dos polos regionais da Região Integrada de Segurança Pública de Mato Grosso (Risp). Claudinei esteve no município com o deputado Ulysses Moraes (PSL), pela Comissão de Segurança, em outubro do ano passado, quando verificaram as condições deficitárias de estrutura física, recursos humanos e de gestão da Politec. 

“Essa regional da Politec de Alta Floresta envolve vários municípios que dependem de atendimento e, infelizmente, este problema não foi resolvido até hoje. Isso é muito grave”, preocupa-se o parlamentar.

Com a falta de médicos na Politec, os corpos estão sendo deslocados para Sinop ou Guarantã do Norte. “Eu vim aqui, cobrar algumas demandas e uma delas é da Politec. Nós não temos médicos legistas. Muitas famílias lá, já tem um sofrimento de perder um ente querido e ainda ficam horas e dias esperando um médico legista. Um dos pedidos que fiz ao deputado Claudinei, para que venham olhar para a nossa região que é uma cidade polo e que precisa do apoio da Assembleia Legislativa”, disse a vice-prefeita, durante a reunião.

Efetivo – Rose solicitou apoio para a instalação de um posto policial no bairro Cidade Alta, sendo que luta há anos para conseguir uma unidade na região. “A grande Cidade Alta é longe do centro da cidade e tem uma demanda muito grande. Sou empresária lá e já fui assaltada várias vezes. Tem várias empresas instaladas, tem um banco Sicred lá. Infelizmente, meu pedido não teve êxito até agora, por falta de efetivo na Polícia Militar. Então, peço para abrirem um concurso público para melhorar a segurança da nossa região e aumentar nossos efetivos, tanto civil, quanto militar”, solicitou.

 O pedido para a abertura de edital de concurso público para as forças de segurança já foi uma iniciativa tomada pela Comissão de Segurança Pública da Casa de Leis que apresentou emenda na Lei Anual Orçamentária de 2021, no valor de R$ 6 milhões, no entanto, a proposta foi vetada pelo governo de Mato Grosso.

 “Espero nos próximos dias, a gente consiga derrubar o veto do governo, na Assembleia. A gente precisa investir em segurança pública, são muitos cargos vagos. Vamos continuar lutando para sair este edital ainda este ano. É urgente e necessário este concurso público. Dificilmente, a gente vai conseguir atender essa demanda de Alta Floresta, pela falta de efetivo”, salienta Claudinei.

 Alta Floresta está localizado na região Norte de Mato Grosso e conta com cerca de 50 mil habitantes, conforme o último Censo Demográfico de 2010.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Diretores da Aneel não compareceram à oitiva da CPI da Energisa
Propaganda

POLÍTICA MT

Diretores da Aneel não compareceram à oitiva da CPI da Energisa

Redação

Publicados

em

Por


Foto: MARCOS LOPES / ALMT

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Energisa estava preparada para realizar uma oitiva com os diretores da Aneel nessa quarta-feira (07), no entanto os diretores encaminharam um e-mail, no dia anterior, avisando que não iriam participar. A reunião seguiu o rito normalmente pontuando e colocando em votação pontos importantes. 

Foram aprovados assuntos importantes, como o ofício respondido pela Aneel acatando o pedido feito na terça-feira (06) para consignar o não reajuste anual da tarifa de energia elétrica durante o período em que vigorarem medidas de contenção ao avanço da covid-19, e prorrogou o reajuste que seria feito em 08 de abril. A agência, via e-mail, elogiou o empenho feito pela CPI em apresentar os reais motivos para que o reajuste não fosse realizado.

Durante a reunião foi aprovado o oficio nº 080/2021, que tem o objetivo informar a Comissão Parlamentar de Inquérito sobre o prazo de dias corridos, em caráter excepcional, relativo aos encargos setoriais arrecadados na rubrica conta de desenvolvimento energético – CDE, os montantes anuais pagos pelos consumidores de Mato Grosso em suas contas de energia elétrica.

O presidente da CPI da Energisa, deputado Elizeu Nascimento (PSL), anunciou que os trabalhos presenciais da CPI irão ser suspensos devido à pandemia. “É preciso oficializar a paralização para que seja bloqueado o tempo máximo que é de 180 dias. No entanto, continuaremos trabalhando e a equipe técnica continuando atuando, inclusive aprovamos que seja feito um planejamento técnico para que a CPI aponte uma solução acerca do reajuste, principalmente antes ao índice”, destacou o presidente.

Elizeu ainda destacou sua preocupação em relação a essa postergação temporária. “Sabemos que essa postergação é temporária, por esse motivo a equipe técnica estará trabalhando arduamente para que não tenhamos um aumento de dois dígitos, o que está sendo cogitado seria 16% até 19%, como está previsto. Vamos trabalhar para que a população não venha ser ainda mais lesada”, frisou Nascimento. 

Participaram da reunião os parlamentares os membros da CPI da Energisa-MT, o presidente Elizeu Nascimento, relator Carlos Avallone (PSDB) e o deputado Faissal Calil (PV).

Os diretores da Aneel, que estavam convidados para a oitiva, enviaram um e-mail informando que não iriam comparecer à reunião. A justifica, de acordo com o comunicado, seriam  compromissos assumidos anteriormente.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Falsos dilemas levaram Mato Grosso a ter a 3ª maior mortalidade por covid-19 do país, diz Lúdio
Continue lendo

CIDADES

CIDADES2 dias atrás

PMs de Rosário Oeste, Jangada e Acorizal abordam ônibus na rodoviária de Jangada e recuperaram arma de fogo e munições furtadas no ano passado.

Por volta da 00h30min deste sábado (10), as guarnições do 7º Batalhão da PM sediado em Rosário Oeste e dos...

CIDADES2 dias atrás

PM realiza abordagens na cidade de Jangada e detém indivíduo com mandado de prisão

Durante esta tarde de sexta-feira (09), policiais militares do 7° BPM e da Força Tática do Regional PM de Várzea...

CIDADES2 dias atrás

Prefeito de Diamantino exonera Secretária de Assistência Social e vai nomear rosariense no lugar

Marta Scardua não é mais secretária municipal de Assistência Social. A informação foi confirmada pelo próprio prefeito às 20:00 horas...

CIDADES2 dias atrás

Dois acidentes são registrados nesta sexta-feira na BR-163 em Nova Mutum-MT

Dois acidentes envolvendo três veículos, um de passeio e dois de carga foi registrado na tarde desta sexta-feira (09), por...

CIDADES3 dias atrás

PRF apreende droga avaliada em média de R$ 5 milhões no Km 499 da BR-364 em Jangada

Na tarde desta quarta-feira (07), a equipe da PRF, abordou no km 499 da BR 364 em Jangada/MT, após abordagem...

CIDADES3 dias atrás

NOBRES: Após denúncia, homem é preso com cinco quilos de maconha no bairro Ponte de Ferro

O.C. de 47 anos foi preso na tarde desta quinta-feira (07), no bairro Ponte de Ferro com 5 kg de...

CIDADES3 dias atrás

Polícia Civil localiza mais R$ 150 mil em defensivos agrícolas em região de mata em Diamantino

  Camila Molina/Polícia Civil-MT Mais uma grande quantidade de defensivos agrícolas de origem ilícita foi encontrada pela Polícia Civil nesta...

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA MT

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA