conecte-se conosco


POLICIAL

Ação conjunta localiza em Lucas do Rio Verde homem investigado por estupro da enteada, que ficou grávida

Publicados

em

Um foragido da Comarca de Várzea Grande foi preso nesta quinta-feira (02.06) pela equipe da Delegacia de Lucas do Rio Verde. Ele é investigado pela Polícia Civil pelo crime de estupro de vulnerável cometido contra uma adolescente de 12 anos, que resultou na gravidez da menor. 

O Núcleo de Atendimento à Criança, Mulher e Idoso foi acionado pela equipe Delegacia da Mulher Várzea Grande de que foragido estaria se escondendo em Lucas do Rio Verde.

As investigadoras do Núcleo fizeram levantamento de campo e conseguiram identificar o local onde o foragido estava e na tarde desta quinta-feira, a equipe policial o prendeu em sua residência, localizada no Bairro Parque das Emas.

Conforme a investigação, o foragido se envolveu com a ex-sogra, no período em que esteve preso anteriormente por outro crime. Após sair da prisão, ele passou a morar com a ex-sogra, quando ocorreu o estupro da enteada de 12 anos, que ficou grávida. A criança nasceu com deficiência. 

O criminoso, de 44 anos, não esboçou reação no momento da prisão e foi encaminhado delegacia e depois ao centro de detenção do município.

Leia Também:  Polícia Civil prende principal comparsa de líder do tráfico em Alto Taquari
Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Paccola diz que matou agente penal por legítima defesa para neutralizar ameaça

Paccola deu voz de prisão, mas o homem não se rendeu, e teria feito um movimento em direção ao vereador, que reagiu atirando.

Publicados

em

Por

RepórterMT

O vereador de Cuiabá, tenente coronel Marcos Paccola emitiu nota explicando as circunstâncias que o levaram a atirar e matar um homem na região do Goiabeiras, na noite de sexta-feira (01). Ele alegou que agiu em legítima defesa e lamentou a morte.

O homem que morreu foi identificado como sendo um agente penal do Complexo Pomeri, chamado de Japão. Ele, segundo o parlamentar, estava armado, ameaçando matar uma mulher.

O vereador disse que passava pelo local, quando viu várias pessoas aglomeradas, relatando que o homem estava fora de controle, ameaçando populares e dizendo que iria matar a mulher Paccola deu voz de prisão, mas o homem não se rendeu, e teria feito um movimento em direção ao vereador, que reagiu atirando.

Na nota Paccola diz que agiu para neutralizar a ameaça.

“No dever de proteger, agiu da forma que foi treinado e neutralizou a ameaça em legítima defesa própria e de terceiros, ele agiu efetuando disparos contra o indivíduo, que infelizmente foi a óbito (…) A perda de uma vida é sempre irreparável, porém o dever de servir e proteger está acima de qualquer situação, o treinamento do Tenente Coronel Paccola permitiu que que os danos aos presentes e a sociedade fossem minimizados e que todas as demais vidas fossem preservadas”, destacou a nota.

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Trânsito em movimento. O movimento hoje é: Vai viajar de carro? Viagem com segurança. Dicas que salvam vidas!
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA

Add this code where the ad should appear:
Add this code before the tag: